Fanfics
Seja bem vindo(a) ao Fórum Fanfiction.
Aqui você pode ler, escrever, comentar, jogar, fazer amigos e muito mais!
Então... o que está esperando? Se cadastre e comece a diversão! Very Happy

My Family ~ Dedicado À JuhSalvatore

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

My Family ~ Dedicado À JuhSalvatore

Mensagem por Lys em Qui Jun 28, 2012 3:41 pm

Claude entrou em casa. Havia sido um dia exaustivo, e tudo que ele precisava era de um banho enorme, de um jantar delicioso, e se desse sorte, uma massagem extra nas costas feita por sua esposa.
- Olá... - ele falou, enquanto entrava dentro da casa. A imagem havia sido a mesma que ele havia imagino antes mesmo de abrir a maçaneta. Louise Leão-Woodsen estava sentada no sofá, o olhar brilhando enquanto ela assistia as antigas reprises de Sobrenatural. Sim, aquilo chegava a ser bizarro. Louise tinha apenas 9 anos, mas adorava filmes de terror, e etc. Sério, a menina tinha uma coleção completa de filmes de terror, e era viciada em Jogos Mortais. Rachel sempre dizia que Louise tinha herdado o lado Serial Killer dele. Claude sempre sorria quando ouvia isso.
E ao lado de Louise, estava a pequena Megan. Megan tinha só 7 anos, e diferente da irmã mais velha, não gostava daquele gênero de filme. Megan parecia mais com Rachel do que com Claude, não só na aparência, como também na atitude. Megan era certinha, e inocente, enquanto Louise já era um pouco mais exaltada, e não deixava barato quem mexia com ela. Sim, dava pra ver que enquanto Megan era a cópia fiel da mãe, Louise era a versão feminina de Claude Leão.
Por isso mesmo, os olhos de Megan estavam tristes, enquanto ela observava aquelas cenas que não faziam sentido nenhum pra ela. Claude sorriu para as duas, e disse mais alto:
- Boa noite, lindas.
O olhar das duas se desviou para o homem alto. Megan deu um salto do sofá, gritando 'Papai', e pulou nos braços dele. Claude sorriu, enquanto abraçava sua filha caçula com mais força ainda. Logo Louise se aproximava devagar deles dois, e abraçou as pernas dele.
- Oi, papai. - e fechou os olhinhos, sorrindo.
Não demorou muito pra outra mulher aparecer, só que esta mulher era mais velha, e mesmo assim era linda. Ela sorriu em direção ao marido, e veio andando na direção dele.
- Finalmente você chegou. - quando as filhas se afastaram, Rachel Leão-Woodsen se aproximou, e deu um beijo de leve nos lábios dele. - Como foi o trabalho hoje, querido?
- Acredite, ainda guardo mágoas do meu pai por ter deixado a empresa toda pra mim - choramingou Claude, sorrindo pra ela. - Mas até que foi bom. Jake disse que passaria aqui mais tarde.
- Ótimo. Assim Daniel e Megan vão poder ficar brincando - disse Rachel, tirando o paletó dele, e pendurando no cabide.
- Daniel vem aqui? - perguntou Megan, com os olhinhos brilhando. - Eu e ele vamos poder brincar de médico?
Rachel arregalou os olhos, enquanto Claude olhava horrorizado para sua menininha.
- De médico?! - ele perguntou, com a voz escandalizada.
- É, papai, de médico - disse ela orgulhosa. - Eu pedir pra ele ser o paciente.
Claude olhou desesperado pra Rachel, que abria e fechava a boca, como um peixe fora d'água. Sentada no sofá, Louise riu. Ela já sabia o que significava 'brincar de médico', mas era melhor ficar na sua.
- Vamos pra mesa, o jantar está pronto - disse Rachel puxando as meninas pra longe dali, antes que Claude tivesse um surto.
Enquanto todos sentavam, ele ainda estava ali, parado em seu lugar. Sua menininha... Brincando de médico?! Que história era aquela? Se ela estivesse falando no sentido que ele estivesse pensando, ahh, ele castraria Daniel com prazer.
Deixando de lado todos aqueles pensamentos que invadiram sua cabeça, ele andou até a mesa, e sentou ao lado de Rachel, enquanto ainda olhava desconfiado para Megan, que comia seu bacon naturalmente.
Quando Rachel colocou a comida dele, Claude também começou a comer naturalmente, e o silêncio inundou a sala de jantar dos Leão-Woodsen. Até que Claude notou algo...
- Onde está Elizabeth? - perguntou ele, olhando pra Rachel.
- Foi passar uns dias na casa do John - disse Rachel, comendo sua salada. - John disse que vai trazer ela no fim de semana.
- Hm, bem que eu tinha sentido falta de alguma coisa aqui - admitiu ele. Elizabeth era como sua terceira filha. Ele ainda se lembrava de quando havia reencontrado Rachel, e de quando havia ajudado ela à cuidar de Elizabeth. Elizabeth também os considerava como seus pais biológicos, o que tornava a relação entre Claude e John meio tensa, já que John era o pai biológico dela, e tinha ciúmes da relação entre Elizabeth e Claude. Elizabeth já era mais velha que Louise e Megan três anos, o que significava que ela tinha 12 anos. - Megan, de onde você tirou a expressão 'brincar de médico'?
- Eu escutei a tia Carlie conversar sobre isso com o tio Jake quando fomos passar o fim de semana na casa deles. - disse Megan. Naquele momento, Claude quis matar a irmã. Tentou ignorar isso, e tomou seu suco de laranja. - E você, papai, brinca de médico com a mamãe?
Claude se engasgou com seu suco, enquanto Rachel parava de mastigar sua salada, e arregalava os olhos. Louise olhou de um para o outro, e sorriu, se divertindo com aquela cena.
- O que foi? - perguntou Megan, preocupada. - Por que essas caras? Foi só uma pergunta...
- Filha... - começou Rachel, enquanto Claude tentava se recuperar. - Er... 'Brincar de médico'... Significa outra coisa, entende? Então, de que exata brincadeira você está falando?
- Oras, da brincadeira normal. Ele vai ser o paciente, e eu vou pegar meu kit de pronto-socorro que papai me deu pra fingir que sou médica - diisse a menina, com um sorriso inocente. - Não é assim que se brinca?
Rachel e Claude suspiraram, aliviados.
- É, filha. É. - disse Rachel, sorrindo, e voltando a comer sua salada. - Mas quando forem brincar, brinquem aqui na sala.
- Mas mamãe, se a gente vier pra sala, o Dan vai querer ficar assistindo Sobrenatural com a Louise, e vai me deixar de lado... - disse Megan, com um bico triste.
- Não tem problema, eu vou assistir no quarto - disse Louise, dando de ombros.
- Obrigada, filha. - agradeceu Rachel.
Eles terminaram o jantar normalmente, e depois apenas colocaram a conversa em dia na mesa.
- Como foi a escola hoje, filha? - perguntou Claude à Louise.
A menina ergueu os olhos azuis cor-de-céu. Claude sabia que ela havia herdado os olhos da mãe de Rachel.
- Foi péssima - disse ela com a boca cheia. - Eu descobri que vou ter que fazer um trabalho com Joseph Goulart.
- Goulart? - repetiu Rachel, erguendo a sobrancelha. - Ele não é o filho daquele cara que trabalha com você, Claude?
- É, acho que é ele, se for o filho do Jason - comentou Claude, esticando os lábios.
- Hm. - fez Rachel. - Não está feliz em ter que fazer o trabalho com ele, filha?
- Nem um pouco - lamentou-se Louise. - Aquele menino é muito idiota.
- Mas o que ele te fez de errado? - perguntou Rachel, desconfiada.
- Simples, mãe, ele existe - rosnou Louise, irritada. - Ele é grosso, repugnante, galinha, que não sabe a diferença de Tony Hawk pra Tony Awards. - ela soltou outro rosnado. - Minhas amigas são todas apaixonadas por ele, mas eu odeio tudo sobre ele! Ele é chato, egoísta, e usa as garotas como se usasse roupa. Mãe, resumindo: eu não suporto ele.
Rachel observava a filha assustada. Era incrível como a filha tinha acabado de descrever todos os sentimentos que Rachel tinha sobre Claude antes de se apaixonar por ele, quando eles eram adolescentes.
- Oh. - foi tudo que Rachel falou, antes de dar um leve sorriso. Ela olhou pra Claude, que também parecia espantado. Assim que viu o olhar dela, Claude fez uma cara do tipo 'meu bebê não!'. Rachel apenas riu.
Já sabia onde aquela história ia acabar.
- É só um trabalho, né filha? - disse Claude olhando desesperado enquanto percebia o que Rachel queria dizer com aquela risada. - Você não vai se envolver com ele, nem nada, certo?
- Que nada, pai, vira essa boca pra lá! - exclamou ela.
Na mesma hora, a campainha tocou, e Rachel se levantou.
- Devem ser Jake, e Carlie. - disse Rachel se levantando, e abrindo a porta. Dito e feito.
- Oi, minhas princesas - disse Jake, abraçando com força Louise e Megan, que voaram em cima dele. Carlie abraçou Rachel, e em seguida abraçou o irmão. Claude lhe deu um beliscão em seguida.
- Ai! - fez Carlie, alisando o ombro beliscado. - O que deu em você? Isso lá é maneira de recepcionar a sua irmã?!
- Isso é por ter falado em 'brincar de médico' com o Jake enquanto a minha filha caçula estava por perto! - sussurrou Claude, indignado.
- O quê? - os olhos de Carlie se arregalaram, e as bochechas dela tomaram um tom avermelhado. - Megan escutou aquela conversa?
- É, e agora ela teve a ideia de brincar de médico com o seu filho - disse Claude, observando Megan puxar Daniel pra o sofá. - Claro que não do jeito que a brincadeira é de verdade, mas tome mais cuidado com o você fala na frente da minha filha, Carlie! Ela só tem 7 anos!
- Claude, eu não fazia ideia de que Megan estava lá - explicou-se Carlie. - Vou tomar mais cuidado, okay? E não se preocupe, que Daniel e Megan não vão se envolver agora...
- Hm, que bo... Espera, você disse 'agora'?
- Rachel! - disse Carlie, mudando de assunto e puxando a eterna melhor amiga pra perto. - Você ainda tem aqueles jogos de Assassin's Creed?
- Claro que tenho. Você sabe que no fundo eu sempre vou ser uma nerd. - disse Rachel, abrindo um sorriso enorme.
- Pois agora você vai pegar ele, e nós vamos jogá-lo aqui na sala - disse Carlie arrastando Rachel em direção à sala onde eles guardavam todos os DVD's.
O resto da noite foi como qualquer outro. Apenas mais um dia com a família Leão-Woodsen. Jake e Claude conversaram sobre o mesmo assunto que conversavam desde que eram crianças: motos, carros, etc. Rachel e Carlie jogavam Assassin's Creed, Louise estava no quarto assistindo seu amado Sobrenatural, e Megan brincava com Daniel. No meio da conversa, Claude observou com cuidado sua filha caçula brincando com Daniel, e lembrou-se do que Carlie havia falado?
Quem diria que, no fim das contas, Carlie havia conseguido prever o futuro?
-----------x-------------
- Você já havia imaginado isso? - perguntou Claude de repente. Rachel abriu os olhos, e olhou pra ele, confusa.
- Imaginado o quê?
- Nós. Aqui. Juntos e com duas... Ou melhor, três filhas.
Já era 23:30 da noite. Todos na casa estavam dormindo, com exceção dela e de Claude. O grilos preenchiam o silêncio da noite, enquanto os olhos castanhos de Claude estavam em cima dos de Rachel.
- Na verdade, não - admitiu ela, dando um sorriso de lado. - Mas eu tenho que admitir que eu sempre quis isso.
Claude sorriu também.
- Bem, a Carlie imaginava - disse Claude, sussurrando. - Desde aquele dia que ela te conheceu na praça, no banheiro da pizzaria, ela disse que você seria a mulher da minha vida. E eu juro que eu não sabia o quanto ela estava certa.
Rachel deu um sorriso emocionado. Com uma mão, ela tocou o rosto de Claude, que fechou os olhos, e depois voltou a abri-los, apenas pra ficar encarando ali na sua frente a pessoa que ele mais amava no mundo.
- Por isso, você acha que ela pode estar certa sobre Meggie e Daniel - comentou Rachel, quebrando o silêncio.
- Na verdade, eu temo - disse ele, fazendo com que ela risse. - Não estou brincando, Rachel... Passei a acreditar nas 'previsões' de Carlie desde quando ela me disse que eu ficaria com você, no final. Só que eu ainda não estou pronto pra minha bebê num relacionamento.
- Não vai ser agora, Claude. E nós nem temos certeza do que vai acontecer no futuro. - disse Rachel, se acomodando melhor na cama. - Por isso é tão importante viver o presente. Você não sabe quantas cenas como esta que estamos agora eu tive na minha cabeça... Mas eu sempre achei que nunca iriam acontecer. Não sabemos o que vai acontecer amanhã. Tudo que eu sei é que te amo, e eu estou mais feliz do que nunca aqui com você, e com as nossas bebezinhas dormindo à alguns metros daqui.
Okay, você está deitado na sua cama, com a sua linda esposa, e ela te diz uma coisa magnífica dessas? Como resistir?
Claude sorriu, e beijou-a docemente.
O que era engraçado é que a garotinha de 11 anos que ele considerava estranha havia se tornado sua esposa. Era incrível como ele tinha mudado. A única coisa que nunca havia mudado em sua vida, fora o amor que ele sentia por Rachel Woodsen. Agora Leão-Woodsen.
- Eu amo você, Claude - disse ela, bem baixinho, com a testa colada na dele. - Sempre.
- Eu também sempre vou te amar, Rachel.
E aquilo bastava. Pra ambos.
Então Claude acabou com a distância, beijando-a profundamente, e puxou seu corpo pra mais perto.

FIM!


Última edição por Lys em Qui Jun 28, 2012 3:48 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Lys

Mensagens : 3484
Pontos : 8780
Data de inscrição : 13/07/2011
Idade : 23
Localização : In Wonderland

http://www.youtube.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: My Family ~ Dedicado À JuhSalvatore

Mensagem por Lys em Qui Jun 28, 2012 3:48 pm

Só pra dizer, gente, eu fiz essa one porque deu vontade de fazer uma história sobre família, e eu só conseguia imaginá-la com Claude e Rachel protagonizando, sério, kkk'
Então, só pra dizer, essa one é dedicada à minha linda gêmola JuhSalvatore. Eu fiz porque sei que ela gosta de Clauchel, e é a minha forma de agradecer a one shot que ela fez pra mim como presente de aniversário, então... Juh, essa one foi pra você.
Sobre se isso tem a ver ou não com o fechamento de TWC, cabe à vocês descobrirem, eu não vou dizer nada até porque se eu disser estraga a surpresa
Então, é isso, bye guys.
avatar
Lys

Mensagens : 3484
Pontos : 8780
Data de inscrição : 13/07/2011
Idade : 23
Localização : In Wonderland

http://www.youtube.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: My Family ~ Dedicado À JuhSalvatore

Mensagem por JuhSalvatore em Sab Jun 30, 2012 3:01 pm

awnn awnn awnn *-*
sua linda! já disse que amo vc demais mesmo, g}emola mais perfeita desse universo?
Clauchel é perfeito *-* e pensar que eu não gostava do Claude antes... nhaw
e essa Louise? que orgulho dela, meudeusdocéu! puxou à tia Juh, apaixonada por Sobrenatural. kk'
o que é a fofura dessa família? senhooor, coisa mais perfeita *-*
nossa, amei amei amei meeesmo, Lys!
muito obrigada de coração por ter dedicado essa one perfeitona para a minha pessoa. sério, não sei nem como agradecer!
vc é um doce. obrigada por estar na minha vida, viu?
eu amo a maneira como escreve, como consegue me inspirar sempre, mas principalmente, a maneira como consegue ser doce e passar essa doçura tanto na escrita quanto nas nossas conversas. te levo sempre como exemplo, e sei que sempre te elogio com as mesmas palavras, mas me faltam palavras que expressem melhor o que sinto.
amucê ever, Lys, cada dia mais.
beijoos, gêmola perfeitona. conta comigo sempre.
Always and Forever.
avatar
JuhSalvatore

Mensagens : 2809
Pontos : 7092
Data de inscrição : 23/07/2011
Idade : 22
Localização : Aqui com os Winchester

http://twitter.com/HunterOfTheSPN

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: My Family ~ Dedicado À JuhSalvatore

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum