Fanfics
Seja bem vindo(a) ao Fórum Fanfiction.
Aqui você pode ler, escrever, comentar, jogar, fazer amigos e muito mais!
Então... o que está esperando? Se cadastre e comece a diversão! Very Happy

Primeiro Capitulo. - Peter Leman e o Mistério de Falkeland

Ir em baixo

Primeiro Capitulo. - Peter Leman e o Mistério de Falkeland

Mensagem por Philipotter em Qui Nov 01, 2012 9:59 am

Galera esse é o 1° capitulo da história,alguns podem achar a história boa ou não,porém isso é apenas o 1° capitulo,muitas novidades,segredos,mistérios e muito mais irão fazer parte do próximos capitulos,Aguardem...


Personagens Principais: Peter Leman e Lucy Leman.





Era uma manhã de sexta
feira 21 de junho de 1991, o dia amanhecia chovendo e trovejando,era o
inicio do inverno, em um povoado chamado falkeland situado próximo a
cidade de Wylie nos Estados unidos. Peter, 16 anos, complicado, às vezes
simpático, acordou sendo molhado pela chuva, pois havia deixado a
janela do seu quarto aberta por desleixo, e devido a “surpresa” como foi
acordado pela inesperada chuva, deu um grito:
– Socorro!
Sua Tia Lucy Leman, abre desesperada a porta do quarto de Peter e diz:
– Mas o que é isso que está acontecendo!
– Desculpa tia, esqueci a droga da janela do quarto aberta ontem a noite, e acabei sendo acordado pela chuva. (risadas)
– Você a cada dia mais preguiçoso Sr. Peter Brian Leman ?!
– Tudo bem tia, não enche o Saco, e me deixe sozinho, Por favor!
– E aliás Mocinho, estou indo ao supermercado e por favor, cuide em arrumar seu quarto.
Peter
se levanta da cama, resmungando, e vai direto para a varanda do seu
quarto, local preferido por ele para pensar e meditar sobre sua vida.
Mas logo percebe que estava chovendo e acaba desistindo, resolvendo
assim ir tomar seu café da manhã. Sentado, na cadeira da cozinha,
realizando sua refeição matinal, começa a olhar fixamente para o
calendário, e confirmava o que há 13 anos tentara esquecer, a morte de
seus pais.
Peter continuava com o olhar fixo para o calendário, e
com isso tentando entender e compreender a morte dos seus pais, e o
seguinte pensamento perturbava sua mente “Como será que realmente foi à
morte dos meus pais, Porque minha tia evita e odeia falar desse assunto,
por quê?” e enquanto isso sua tia abre a porta vestida com uma capa de
chuva preta, põe a sacolas no chão, e ao ver Peter sentado na mesa da
cozinha fala:
– Peter, venha me ajudar, esse peso está acabando comigo.
Ele continua imóvel, continuando a olhar fixamente para o calendário.
– GAROTO, você está surdo? Venha me ajudar, ainda preciso fazer o almoço!
Peter
parecia hipnotizado, sua tia resolve pegar uma maça na sacola de
compras e sem pensar duas vezes, joga nele, sorte que a maça bateu na
xícara de café, ele na mesma hora pulou da cadeira e começou a reclamar:
– Mas o que é isso?
A tia com um ar risonho, mas ao mesmo tempo revoltada, diz:

Sou eu Peter, você está no mundo da lua? Estou parada aqui nessa porta
gritando que nem uma louca, e você ai parecendo uma estátua!
Ele olha para tia com um olhar de vilão e diz:
– Eu estava apenas tentando adivinhar como é minha vida, quem eu sou, aliás nem eu sei quem sou.
Sua tia olha para Peter meio confusa e sem conseguir compreender o que ele quis falar,faz uma pergunta:
– Não entendi nada... o que quis dizer Sr.Complicado*?
(sua tia o chamava assim quando ele fazia perguntas difíceis)*?

(com os olhos marejados) - Você sabe muito bem tia Lucy, o motivo pelo
qual eu estou assim, simplesmente faz 13 anos que meus pais morreram!
O
silêncio impera, e um clima pesado se estabelece, e aos poucos os dois
começam a se encarar, uma lágrima cai dos olhos de Lucy, e quando ela
tentar falar com Peter, ele olha para ela com certo desprezo, abandona o
café da manhã e sobe as escadas correndo em direção ao seu quarto.
Lucy
começa aos poucos a guardar as compras, e decidi ir até o quarto do seu
sobrinho para conversar com ele. chegando ao quarto Lucy bate na
porta,e pede para que Peter abra:
– Peter meu filho, desculpe eu não quis ser grosseira com você, abra essa porta...
– EU NÃO SOU SEU FILHO!
E
com isso Lucy escuta Peter quebrando algo, certamente a guitarra que
ele havia ganhado de aniversário, a qual ele possui um carinho acima do
normal,mas no momento de ira ele havia esquecido desse detalhe, com isso
sua tia resolve falar novamente:
– Peter! Você acha que
quebrando suas coisas, os seus pais vão ressuscitar? Pare com isso,
descontar sua raiva nas coisas não irá resolver seu problema!
– Me deixa, me deixa! (grita Peter)
Lucy resolve deixá-lo sozinho e retornar para cozinha fazer o almoço.

Havia se passado 4 horas da discussão, Lucy estava terminando de
preparar o almoço, e percebe Peter descendo as escadas devagar para ela
não perceber, e vai para sala assistir TV,sua tia nota que a televisão
ligou-se e fala:
– Peter, Foi você que ligou a TV?
Ele olha em direção a cozinha e fala de forma bem lenta e preguiçosa:
– Siiimmm.. Por... quê?

Nada, apenas achei estranha a TV ligar assim do nada, eu não ouvi você
descendo as escadas (ela o viu descendo a escada apenas perguntou para
ter motivo de iniciar uma conversa)
Meio que de forma parcial,
mas os dois voltaram a se falar, embora fosse normal as discussões entre
Peter e sua Tia,nunca houve um briga ou agressão física,apenas pequenos
desentendimentos entre ambos, bastava apenas o passar do tempo e uma
simples conversa entre eles, para que tudo voltasse ao normal.
Certo
tempo os dois começaram a almoçar, Lucy tentando quebrar o gelo entre
os dois resolve contar uma novidade, Peter! Você ficou sabendo de que o
próximo filme do – 007 – terá uma de suas locações de filmagens próximas
a falkeland, porém Peter continuou almoçando e deixou sua tia falando
sozinha.
Ao terminar de almoçar Lucy olha para Peter e diz:

É... Hum... Hoje antes de vir para casa, passei na igreja e pedi ao
padre Johnson que ele colocasse o nome de seus pais na intenção da
missa, eu vou para missa à noite você gostaria de ir comigo?

Não, Obrigado já que esta parando de chover, hoje à noite eu vou ficar
na varanda do meu quarto, vou ler um livro que peguei emprestado da
minha amiga da escola.
– Tudo bem Peter, eu sei que hoje é um dia
difícil para você,Então procure ler esse livro para ver se pelo menos
assim você se destrai um pouco,agora por favor antes de ir dormir não
esqueça de fechar a janela do seu quarto.
Peter olha para ela e
esboça uma risada com certo tom irônico,pois, por possuir uma
personalidade difícil, não queria demonstrar à tia a impressão de que já
havia perdoado ela pela discussão que eles tiveram, neste dia.
avatar
Philipotter

Mensagens : 6
Pontos : 2239
Data de inscrição : 22/10/2012
Localização : Hogwarts

https://www.facebook.com/HarryPotterNoFaceboook

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Primeiro Capitulo. - Peter Leman e o Mistério de Falkeland

Mensagem por Luly_layla em Seg Nov 05, 2012 12:53 pm

Contínua , li esse capítulo e gostei muito! quando tem mais?
avatar
Luly_layla

Mensagens : 494
Pontos : 3209
Data de inscrição : 28/02/2012
Idade : 22
Localização : Nerverland

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum