Fanfics
Seja bem vindo(a) ao Fórum Fanfiction.
Aqui você pode ler, escrever, comentar, jogar, fazer amigos e muito mais!
Então... o que está esperando? Se cadastre e comece a diversão! Very Happy

As Crônicas De Supernatural: A Guardiã

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ir em baixo

As Crônicas De Supernatural: A Guardiã

Mensagem por JulieAlbano em Sex Jul 15, 2011 4:48 pm

As Crônicas De Supernatural: A Guardiã



Sinopse: Após recuperarem a alma de Sam, os irmãos Winchester retomam sua vida de casos simples, fraudes de cartão de crédito e estadias em motéis baratos, tudo ia bem, parecia que os velhos tempos tinham voltado, mas certo dia eles recebem um chamado para um caso que parece ser um dos mais intrigantes e apaixonantes de sua jornada.

Classificação: +13
Autora: JulieAlbano
Gêneros: Aventura, Comédia, Fantasia, Romance
avatar
JulieAlbano

Mensagens : 231
Pontos : 3088
Data de inscrição : 15/07/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As Crônicas De Supernatural: A Guardiã

Mensagem por JulieAlbano em Sex Jul 15, 2011 4:50 pm

Capítulo I - The Begin

Após recuperarem a alma de Sam, os irmãos Winchester estavam se relacionando como nos velhos tempos, caçadas simples, fraudes de cartão de créditos, motéis de beira de estrada, cerveja no fim do dia. Parecia que tudo tinha voltado ao normal, sem mais a intromissão de demônios ou anjos, nem mesmo Castiel.
Eles estavam felizes da forma deles. Dean havia abandonado Lisa, não queria envolver mais ainda ela e Ben na loucura que era sua vida.
Após meses todos os dias pareciam iguais, os trabalhos entraram na rotina, mesmo sentindo falta de uma turbulência ou um Apocalipse em suas vidas, Samuel e Deano Winchester tinham se habituado.
...
Era manhã, eles estavam investigando uma suspeita de poltergeist numa cidade pequena no Arizona chamada Brouchville. Um fantasma de uma garotinha estava atormentando uma família.
Mas Sam e Dean não contavam com um elemento surpresa que o impediriam de terminar o caso.
Enquanto Dean saboreava seu café da manhã, um X-Bacon, na única lanchonete descente da cidade, um cara senta ao lado de Sam e os aborda:



(Olha quem é esse receptáculo novo do Cas.. Bill Compton!)

- Hey cara! Quem você pensa que é? Reclama Dean surpreso com a atitude do homem.
- Sou eu! Vocês não me reconhecem por que troquei de receptáculo momentaneamente, por motivos que não interessam à vocês agora... Disse o homem.
- Cas é você? Pergunta Sam surpreso...
- Sim sou eu! Disse Castiel
- Eu te disse que da próxima vez que te encontrasse ia arrebentar essa sua carinha de anjo! Disse Dean irritado
- Mas eu não estou com a mesma cara. Zombou Castiel
- Tá engraçadinho agora, é? Dean se irritou
- Fala logo o que você quer e vaza! Exclamou Sam
- Não, é melhor não Sammy, da última vez que ele falou o que queria com a gente você acabou como um andróide sem alma, vaza logo Castiel volta lá pro céu, seu filho da mãe! Exclamou Dean
- É sério, algo muito ruim está acontecendo! Argumentou Castiel.
- Aí vem o Apocalipse de novo! Zombou Dean, Mas tava na cara que os dois irmãos estavam louquinhos para cair na estrada em busca de uma aventura. – Desembucha logo!
- Têm uma garota... o nome dela é Laiana, ela está correndo perigo de vida, muitos seres malignos a querem morta. Explicou Castiel
- Hum... Laiana... esse nome é familiar... Pensou Sam alto.
- E o quê que eu e o Sammyzinho temos a ver com essa garota? Perguntou Dean.
- Vocês são os melhores caçadores, ninguém melhor do que vocês podem cuidar dela. Afirmou Castiel
- Vamos ser babás agora? Ironizou Dean
- Não, vocês devem protegê-la. Disse Castiel



Sam e Dean se olharam, o olhar de Dean foi um pouco relutante, mas o irmão o direcionou um olhar piedoso sobre o assunto da garota.
- Não estou falando que eu vou aceitar, mas quem vai cuidar do poltergeist na cidade?
- Contatamos outros caçadores, soube que a família Goméz anda por essa região, eles são ótimos caçadores! Disse Sam tentando convencer o irmão
- Está bem... Está bem... Onde vai ser nossa próxima parada? Perguntou Dean se levantando da cadeira e carregando seu X-Bacon.
- Atlanta, Geórgia. Disse Castiel
avatar
JulieAlbano

Mensagens : 231
Pontos : 3088
Data de inscrição : 15/07/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As Crônicas De Supernatural: A Guardiã

Mensagem por Miriam Salvatore em Sex Jul 15, 2011 11:36 pm

UOU Nunca assisti Supernatural..mas gostei dessa histori
A menina ter que ser protegida por eles por contas dos demonios kkkk
Posta logo
avatar
Miriam Salvatore

Mensagens : 513
Pontos : 3597
Data de inscrição : 12/07/2011
Idade : 26
Localização : Caxias do Sul/RS

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As Crônicas De Supernatural: A Guardiã

Mensagem por JulieAlbano em Sab Jul 16, 2011 10:32 am

POSTO SIM!!!! bounce
Espero q continue gostando! cheers Very Happy
avatar
JulieAlbano

Mensagens : 231
Pontos : 3088
Data de inscrição : 15/07/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As Crônicas De Supernatural: A Guardiã

Mensagem por JulieAlbano em Sab Jul 16, 2011 10:33 am

Capítulo II - A Guardiã

Sam e Dean estavam no Impala observando com um binóculo ridículo uma casa imensa, era muito linda, mas eles não estavam prestando atenção nisso, tentavam encontrar a mulher que Castiel os designou.
De repente um homem surge do nada e bate no teto do carro, os irmãos se assustam:
- Foi o Castiel que mandou vocês? Pergunta o homem
- Foi sim. Disse Sam
- Então podem entrar, estávamos esperando vocês.
Surpresos os Winchester seguiram o homem até a casa. Eles entraram e foram surpreendidos por todos na casa que os esperavam na sala de estar:
- Esse é meu filho Luke, e está é minha esposa a Sra. Rafaela Baker. Disse o homem
- Luke, Rafaela e o senhor deve ser o Derek! Disse Sam.
- Sam Winchester? Venha cá garoto! Como você cresceu! Disse Derek abraçando Sam.
- Tá tudo muito bom, muito lindo, mas dá pra alguém me explicar o que tá acontecendo aqui? Perguntou Dean.
- Dean, é o senhor Baker! Disse Sam
- Sim, isso eu entendi.
- Baker, Baker Dean! Repetiu Sam
- Amigo do papai antes dele virar caçador.
- Ah sim! O amigo do papai que te aconselhou a entrar na faculdade e abandonar a vida de caçador. Disse Dean Desgostoso.
- Os Baker foram muito gentis comigo, me forneceram um lar enquanto eu não conseguia entrar na faculdade. Disse Sam – Oi Luke, você cresceu garoto! Oi Dona Rafaela, linda como sempre!
- Sim e por que o Castiel nos mandou para cá? Perguntou Dean
- Não é óbvio? Laiana é a filha mais velha do casal. Eu sabia que tinha escutado esse nome antes! Concluía Sam
- Eu ainda não entendi o que a gente ta fazendo aqui... Quer dizer que essa Laiana tá correndo perigo de vida? Dean tentava entender.
- Essa eu posso explicar! Disse Rafaela. – Minha família descende de uma nobre linhagem egípcia, que foi muito perseguida por seus poderes especiais. Fugindo de seres cruéis, meus antepassados se refugiaram com índios Tupis brasileiros, e até hoje estávamos em segurança. Eu sou brasileira daí o nome Rafaela e o nome Laiana da minha filha, me apaixonei pelo Derek, vim morar aqui, tive dois filhos e tudo corria bem até os poderes serem ativados novamente.
- O que são especificamente esses poderes? Perguntou Sam curioso.
- São visões ou sensações. Disse Rafaela
- Ah... entendi vocês prevêem o futuro, mas existem muitos videntes por aí, Por que justamente sua filha corre perigo? Perguntou Dean.
- Ela não é vidente seu imbecil! Luke se manifestou.
- Olha os modos Luke! Disse Rafaela – Perdoem meu filho, tem 18 anos e ainda não saiu da fase da rebeldia! Explicou Rafaela puxando a orelha do filho.
- Au! Disse Luke
- Se não são videntes, o que vocês são? Perguntou Sam interessado.
- Você já ouviu a expressão “anjo da guarda”? Disse a Sra. Baker.
- Ah não! Anjos de novo não! Reclamou Dean
- Anjos da Guarda? Disse o outro Winchester
- Não somos necessariamente anjos da guarda, nós temos o dom de prever quando um membro ou até uma família importante inteira corre perigo. Somos Guardiões. Explicou Rafaela.
- Tá até agora eu entendi, mas falta ainda um detalhe... Se vocês são de uma ‘família’ especial, por que só a Laiana precisa de nossa proteção? Perguntou Dean.
- Porque só se manifestam nas mulheres... Disse Luke
- Ok Einstein... E por que não se manifesta na sua mãe? Provocou Dean.
- Porque só se manifestam em virgens! Disse Rafaela
- Virgens? Virgens de novo Sam? Por que as virgens nos perseguem? Indagou Dean com bastante ênfase nas “Virgens”.
Nesse momento uma moça desse as escadas da casa. Os olhos de Dean e Sam pestanejaram, era linda e imaculada, pele morena e pecaminosa, sua imagem era pura, mas conseguia trazer pensamentos sujos na mente dos irmãos. O modo como descia cada degrau e movimentava suas curvas sensuais deixavam os dois boquiabertos. De repente a meiga voz da mulher despertou os Winchester do devaneio:
- Sam? É você? Disse Laiana correndo na direção dele e o abraçando forte.
- Que saudades! Disse Sam recebendo o abraço.
Laiana o empurrou:
- Seu mentiroso, não me liga, não escreve uma carta, nem sequer um SMS para eu saber se está vivo! Hum... Disse ela se direcionando a Dean. -... Você deve ser o Dean prazer em conhecê-lo!
- O prazer é todo meu docinho! Dean balança a cabeça – Quer dizer Laiana!
A moça ignora o comentário, Dean nem o tipo dela era.


avatar
JulieAlbano

Mensagens : 231
Pontos : 3088
Data de inscrição : 15/07/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As Crônicas De Supernatural: A Guardiã

Mensagem por Nanda em Sab Jul 16, 2011 2:21 pm

Filhotinhaaaaaaa
Que bom que voce se inscreveu aqui Tambem
tava pecisando de uma filha mesmo

_________________
Mutante e Orgulhoso...
avatar
Nanda
Admin

Mensagens : 1014
Pontos : 7064
Data de inscrição : 13/07/2011
Idade : 21
Localização : S.H.I.E.L.D

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As Crônicas De Supernatural: A Guardiã

Mensagem por JulieAlbano em Dom Jul 17, 2011 4:56 pm

Very Happy Pois estou aki mamãe!!! Wink
I love you
avatar
JulieAlbano

Mensagens : 231
Pontos : 3088
Data de inscrição : 15/07/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As Crônicas De Supernatural: A Guardiã

Mensagem por JulieAlbano em Dom Jul 17, 2011 4:57 pm

Capítulo III - Como Amigos de Infância


- Minhas malas estão na sala à esquerda! Disse Laiana apontando para uma porta.
- O quê? Eu não entendi direito. Disse Dean
- Minhas Malas. Repetiu a moça
Sam cutucou Dean para que ele fosse buscar as malas. Dean respirou fundo e foi buscá-las. Pouco tempo depois ele retorna de mãos vazias:
- Sinto muito, mas as 5 malas não vão caber no meu carro, é bagagem demais! Disse ele.
- É só o básico. Disse ela. - Você deveria era comprar um carro maior!
Laiana se despediu dos pais e deu um tapa na testa do irmão e em seguida apertando suas bochechas:
- Se cuida bobão! Disse ela sem querer transparecer que sentiria falta dele.
- Você também sua criança! Disse Luke sem querer dar o braço a torcer também.
Emburrada a moça aceitou levar apenas uma mala e uma bolsa de mão, pois seu pai tinha dado dinheiro o suficiente para que ela pudesse comprar mais por onde passasse.
·
Laiana entrou no fundo do Impala 67, estava um clima estranho. Nenhum de seus guarda-costas expelia qualquer palavra.
- Sam, sintoniza o rádio na estação 120, por favor! Disse ela educadamente.
- Sim, claro. Sam sintonizou, começou a tocar uma música e Laiana começou a cantarolar junto com as Spice Girls:
♪♫“If you wanna be my lover, you gotta get with my friends
Make it last forever, friendship never ends”♪♫

O estilo musical não agradou muito os ouvidos de Dean que desligou bruscamente o rádio do carro enquanto a moça cantarolava um trecho da letra:
- ♪If you wanna be my lover, you have got to give. Taking is too easy, but that's the way it iiisss... O que foi? Perguntou a moça assustada quando percebeu que Emma, Geri, Melanie B, Melanie C e Victoria não mais a acompanhava no refrão da música.
- Desculpe, você é nova, mas regras da casa... O piloto escolhe as músicas, e isso nem sequer pode ser chamado de música! Disse Dean dirigindo.
- Ah é?! Sei... E o que é considerado música para você? Perguntou Laiana. – Deixa! Eu mesma respondo! Pelo seu ‘tipinho’ aposto que gosta de Metallica... Talvez até Led Zeppelin... E acha o som das Spice Girls ruim?! Por favor! Confesso que não é lá grande coisa, mas se você quer ouvir música de verdade tente Nirvana, Rolling Stones e Tokio Hotel, é uma ótima mistura!
Sem reação com o instinto crítico da moça Dean se vira para Sam e pergunta:
- O que ela quis dizer com: ‘seu “tipinho” ’?
Sam apenas balançou a cabeça sem querer intervir na conversa. Parecia que o sangue de Laiana não batia com o de Dean e vice-versa. Até chegarem no motel, ambos tentavam provocar o outro com indiretas, sempre tentando envolver Sam, que se mantinha imparcial.
·
Chegando a hospedaria Dean pediu um quarto com 3 camas de solteiro, mas o motel estava lotado. Tudo o que conseguiu foi um quarto com uma cama de solteiro e uma de casal. A questão era: quem dividiria a cama de casal?
- Vocês dois é óbvio! Eu fico na de solteiro. Disse Laiana.
Dean e Sam se entreolharam de uma forma bem esquisita e balançaram a cabeça discordando do que ouviam.
- Façam-me o favor! Dois marmanjos desse tamanho agindo que nem moleques. Vocês são irmãos que besteira! Disse a moça.
- É melhor a gente tirar na sorte. Disse Dean pegando uma moeda do bolso.
- Aff! Exclamou Laiana.
E adivinha quem ganhou? Sam! Ele ficou com a cama de solteiro. Laiana e Dean teriam que dividir a cama de casal.
Aquela noite com certeza seria muito longa para os dois que aparentemente não se suportavam.
avatar
JulieAlbano

Mensagens : 231
Pontos : 3088
Data de inscrição : 15/07/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As Crônicas De Supernatural: A Guardiã

Mensagem por JulieAlbano em Dom Jul 17, 2011 4:57 pm

ATENÇÃO: Minha opinião musical não está presente em nenhuma parte do capítulo, são apenas as opiniões ilustrativas dos personagens, ou seja, Nada contra ou à favor de Led Zeppelin, Metallica, Spice Girls, Nirvana, Rolling Stones e Tokio Hotel.
avatar
JulieAlbano

Mensagens : 231
Pontos : 3088
Data de inscrição : 15/07/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As Crônicas De Supernatural: A Guardiã

Mensagem por Nanda em Dom Jul 17, 2011 6:59 pm

Eu não curto mt Supernatural
Mas assim que der vou ler essa sua fic tbm Filha
E poxa,não estou mais te vendo /cmofas?
E a historia
tenho uma ideia e não sei como te falar se tu naum entra mais
isso é estranho
mais uma filha q me abandona
#triste

_________________
Mutante e Orgulhoso...
avatar
Nanda
Admin

Mensagens : 1014
Pontos : 7064
Data de inscrição : 13/07/2011
Idade : 21
Localização : S.H.I.E.L.D

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As Crônicas De Supernatural: A Guardiã

Mensagem por Miriam Salvatore em Qui Jul 21, 2011 10:54 pm

kkk
O Dean e a Laiana são osso duro hem..
Adorei a relação deles.
Isso ainda acaba em namorao e olha que ele vão dormir juntos kkk
avatar
Miriam Salvatore

Mensagens : 513
Pontos : 3597
Data de inscrição : 12/07/2011
Idade : 26
Localização : Caxias do Sul/RS

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As Crônicas De Supernatural: A Guardiã

Mensagem por JulieAlbano em Sab Jul 23, 2011 5:57 pm

kkkkkkkkkkkkkk Com certteza osso duro! Wink
avatar
JulieAlbano

Mensagens : 231
Pontos : 3088
Data de inscrição : 15/07/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As Crônicas De Supernatural: A Guardiã

Mensagem por JulieAlbano em Sab Jul 23, 2011 6:00 pm

Capítulo VI - Nova Missão


Dean, Laiana e Sam já estavam convivendo juntos em quartos de motéis a quase duas semanas. Uma coisa que intrigou bastante o Winchester mais velho foi que todos os dois domingos, bem cedo pela manhã a moça acordava antes dos irmãos fugia e voltava antes deles acordarem.
Ela não sabia, mas Dean tinha sono leve e apenas fingia não acordar quando Laiana saia e voltava, diferente de Sam que nem se o Apocalipse estivesse acontecendo no quarto acordaria. No terceiro domingo Dean não resistiu, resolveu seguir a moça. Ele se levantou da cama, trocou-se rapidamente e foi atrás dela a pé.
A primeira parada foi na biblioteca da cidadezinha que eles residiam no momento. Dean se escondeu atrás de umas latas de lixo e aguardou a moça sair. Passando pela porta, Laiana carregava um livro grosso e preto, Dean se intrigava enquanto ela seguia para outro caminho, o mais estranho é que era a primeira vez dela naquela cidade.
A moça parou umas três pessoas na rua e fez perguntas, pelo jeito que elas gesticulavam pareciam estar fornecendo informações sobre como chegar a algum lugar, deduziu Dean.
De repente ela vira uma esquina e ele a perde de vista. Instigado Dean vira também e se surpreende com o que encontra, era uma Igreja.
Ele relutava em acreditar que Laiana havia entrado lá, afinal ela tem relações com os egípcios que são um povo considerado pagão por ser politeísta, nada a ver com o cristianismo.
Porém a curiosidade era mais forte, então Dean entrou na igreja disfarçando-se entre os fiéis, e se surpreendeu ao enxergar Laiana no meio deles.
Ela acompanhava as leituras, orava, e junto com uma folha de papel fornecida por uma mulher na porta da casa sagrada, cantava junto com o coral. Bem perto do final da missa, Dean resolveu esperá-la escondido do lado de fora da igreja.
A moça se dirigiu a biblioteca para devolver o livro negro, que agora sabia-se que era a Bíblia. E Dean correu para o motel e tornou a deitar na cama, fingindo estar dormindo.
Poucos minutos depois do irmão de Sam voltar a cama Laiana chegou e entrou no quarto. Dean apertava as pálpebras, que trêmulas fingiam um sono.
- Gostou da pregação de hoje, Dean? Perguntou Laiana sentando-se à mesa e tirando o cachecol que enrolava seu pescoço.
-Hãn?! Alguém me chamou? Perguntou Dean abrindo os olhos.
- Nem precisa fingir! Eu te vi na Igreja. Disse Laiana.
- Eu? Eu não, eu estava dormindo. Disse ele.
- Está bem, mas se você quisesse saber aonde eu ia, era só ter perguntado.
Ele não queria dar o braço a torcer, mas já estava começando a gostar da garota. Era divertido ficar discutindo horas e horas com Laiana.
- Tenho uma missão para vocês três. Disse Castiel aparecendo do nada e acordando Sam que estava no sétimo sono.
- O que? Disse Sam assustado.




- Desde quando você virou Charlie e a gente As Panteras? Disse Dean.
- É sério, não tem ninguém... Dizia Castiel.
- Já sei, já sei! Não existe nenhum caçador melhor que eu e o Sammy, isso eu já entendi. Interrompeu Dean.
- Eu ia dizer ‘não tem ninguém mais desocupado’, mas tudo bem. Continuou o anjo.
- Castiel! Disse Laiana abraçando o ‘Dito Cujo’.
- Tudo Bem Lay? Disse ele aceitando o abraço.
Aquilo despertou um pouco de ciúmes em Dean.
- Quer dizer que vocês são Best Friends? Perguntou ele enciumado.
- Ah! Tá com ciuminho? Que lindo! Disse Laiana.
- Ciúmes? Dean bufou – De você? Tenho mais o que fazer!
- Tem mesmo. Disse Castiel desaparecendo.
- Aqui... Você tem isso para fazer! Retornou o anjo entregando um bebê de pouco mais de um ano no colo de Dean.
- O que eu vou fazer com isso? Perguntou Dean espantado e segurando a criança pelo tronco.
- Ah! O de sempre: dar comida, dar banho, botar pra dormir, contar uma história... Por favor! Eu não tenho tempo para perder com essas bobagens, vocês vão protegê-lo!
- Oun! Qual é o nome dele? Disse Laiana arrancando a criança do colo de Dean.
- É Jason. Disse o anjo. – Vocês vão adorá-lo
- Essa ‘coisinha’ não tem pais não?! Disse Dean
- Lógico que sim, só que eles estão meio ocupados lutando contra um ser que logo vocês vão conhecer.
- Babá de dois agora?! Disse o Winchester mais velho.
Laiana levantou sua sobrancelha esquerda e bufou para Dean.
- Vem cá Jason! Vamos brincar e dar uma gofada no couro do Impala do Titio Dean, ele é muito idiota, não é? Disse Laiana com uma voz infantil, enquanto a criança ria.
- Epa! Meu carro não! Correu Dean desesperado para salvar seu carro deixando Sam e Castiel sozinhos no quarto.

- Eles se dão bem? Perguntou Castiel.
- Sim e não. Na verdade eles se adoram, mas não dão o braço a torcer, conheço bem os dois. Respondeu Sam. – Aliás Cas, eu queria saber e acho que o Dean também gostaria de saber de quem ela é ‘guardiã’.
- Você pode saber Sam, Laiana também sabe, mas Dean não pode saber, seria perturbador. Disse o anjo.
- Por quê? Perguntou Sam.
- Aposto que Rafaela não contou o que ativava os poderes, contou?
- Não contou, o que ativa Cas?
- O protegido é sempre um receptáculo, as guardiãs protegem receptáculos especiais. Para ativar os poderes de seu guardião a casca precisa ter ido e saído do inferno.
- Oh não! Dean! O protegido! Por que ele não pode saber?
- Por que foi um pedido de Laiana. Ela não quer que ele saiba. Foi muito difícil para ela os 4 meses que ele passou no inferno.
- Está bem, mas quando ele descobrir não vai gostar nada de ter sido enganado. Disse Sam.
avatar
JulieAlbano

Mensagens : 231
Pontos : 3088
Data de inscrição : 15/07/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As Crônicas De Supernatural: A Guardiã

Mensagem por Miriam Salvatore em Seg Jul 25, 2011 10:06 pm

Hum cap revelador
avatar
Miriam Salvatore

Mensagens : 513
Pontos : 3597
Data de inscrição : 12/07/2011
Idade : 26
Localização : Caxias do Sul/RS

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As Crônicas De Supernatural: A Guardiã

Mensagem por JulieAlbano em Sex Jul 29, 2011 8:57 pm

Próximo Capítulo ! ^-^
avatar
JulieAlbano

Mensagens : 231
Pontos : 3088
Data de inscrição : 15/07/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As Crônicas De Supernatural: A Guardiã

Mensagem por JulieAlbano em Sex Jul 29, 2011 8:58 pm

Capítulo V - Castiel e suas Surpresas


Os três revezavam os cuidados com Jason, porém Laiana não confiava muito no jeito de Dean, então quando ele levou a criança para o parque enquanto Sam investigava um novo caso, Laiana resolveu segui-lo.
Por estranho que pareça só haviam pais e bebês no parque e a moça se surpreendeu ao notar que Dean era o único dos homens que parecia ter jeito com crianças.
Depois de um tempo o observando ela se lembrou de Ben, o filho da Lisa, Laiana era fã da série Supernatural de Chuck, e sabia que tudo era real, então percebeu o porquê do jeito de Dean com crianças.
Ela achou aquilo bonitinho, Dean cuidando do bebê, como se fosse o pai. Laiana adorava crianças, antes de seus poderes terem sido ativados, ela cursava letras na Universidade da Geórgia, para poder ser professora do jardim da infância. Depois de seus poderes ela teve que abandonar seus sonhos, pois todo o seu ser sentia necessidade de proteger Dean.
Um dos outros pais conversava com Dean enquanto bebia um cerveja. E ofereceu uma ‘gelada’ para o Winchester, nesse momento Laiana teve uma sensação muito ruim e correndo saiu do arbusto onde estava escondida, rapidamente derrubou a garrafa da mão de Dean:
- Está envenenada! Gritou ela.
O pai que na verdade era um demônio agarrou Laiana e colocou uma faca em seu pescoço:
- Eu só quero a criança! Disse o demônio. – Me entreguem e nunca mais me verão.
- Não entrega Dean! Disse Laiana.
- Não vou negociar com um demônio! Disse Dean.
- É simples, me entrega a criança e a moça aqui não morre! Ameaçou o demônio.
- O que você quer com ele? Perguntou Dean
- Eu não vou dizer isso a você. Disse o demônio
- Então eu não te entrego ele. Disse Dean balançando a pobre criança.
- Está bem, ele vai ser um importante receptáculo quando crescer. Disse o demônio.
- Importante, tipo algum ser do bem ou do mal? Perguntou Dean.
- Oh Dean! Será que você não percebeu que ele está colocando uma faca no meu pescoço e está me fazendo de refém? Não está na hora de bater um papo com a criatura maligna... Acaba com ele logo! Disse Laiana.
- Fica quietinha! Disse o demônio pressionando mais a faca no pescoço da moça.
De repente Sam aparece por trás do demônio e salva a pátria.



No motel...

- O que foi aquilo? Perguntou Dean confuso.
- Um demônio! Um ataque de demônio. Disse Laiana.
- Não estou falando disso. Estou falando da cerveja envenenada. Como você sabia? Agora Dean a encurralava.
- Meus poderes são esses. Disse Laiana triste.
- Seus poderes... Seus poderes? Por que seus poderes me impediram de ser envenenado? Perguntou Dean espantado.
- É isso mesmo o que você está pensando. Disse Laiana mais triste ainda. – Eu sou sua guardiã!
- Minha, o que? Perguntou Dean.
- Guardiã. Disse Sam.
- Eu ouvi Sammy, mas por que ‘minha’ guardiã?
- Simplesmente porque você é o receptáculo de Miguel, você ainda não entendeu que é importante, mesmo depois de ter passado por tantas coisas tentando impedir o Apocalipse? Disse Laiana.
- Ola! Disse Castiel aparecendo do nada.
- Eu ainda não me acostumei com esses sustos. Disse Laiana.
- Nós já não é Sam? Disse Dean enquanto Sam balançou a cabeça.
- Vim buscar o Jason. Disse Castiel
- Já? Perguntou Laiana. – Ele só ficou com a gente por 3 dias, mas já me apeguei muito a ele.
- Eu também. Confessou Dean.
- Eu sabia que isso ia acontecer, mas já está tudo bem na casa dele, ele tem que voltar.
- Ah! Tchau coisa linda! Disse Laiana.
- Até mais parceirinho! Disse Dean.
- Não seja mal educado Jason! Diz tchau para a mamãe e para o papai! Disse Castiel pegando a criança no colo.
- O que? Perguntaram Dean e Laiana juntos.
- Por que vocês acham que eu os trouxe para vocês. Ele veio do futuro, estava correndo perigo na sua época então o entreguei para seus pais em outra época! Explicou Castiel.
- Eu e Dean nunca! Exclamou Laiana.
- Eu e ela jamais! Disse Dean.
Sam apenas caiu em gargalhadas enquanto Castiel desapareceu com Jason.
- Bem Vinda à família Sra. Dean Winchester! Disse Sam.
Os dois ficaram com cara de tacho e apenas negavam o que tinham escutado.
- Eu e você nunca! Disse Laiana.
- Nós dois em hipótese nenhuma, pelo menos em alguma coisa concordamos finalmente! Disse Dean
- Isso já é um começo! Provocou Sam.

avatar
JulieAlbano

Mensagens : 231
Pontos : 3088
Data de inscrição : 15/07/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As Crônicas De Supernatural: A Guardiã

Mensagem por JulieAlbano em Dom Ago 28, 2011 8:36 pm

Ninchém está gostando da minha história mais? Crying or Very sad
avatar
JulieAlbano

Mensagens : 231
Pontos : 3088
Data de inscrição : 15/07/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As Crônicas De Supernatural: A Guardiã

Mensagem por Lys em Seg Ago 29, 2011 7:50 pm

JUUUUH! eu não sei pq ñ tinha começado a ler!
to amandoo essa história
ahh, q isso, Juh, todo mundo ama suas hists
eu tbm sinto um poko de abandono de vez em quando,
mas acontece.
adorei eles serem os pais dos bb
quando tem mais?
beijoo Wink
avatar
Lys

Mensagens : 3484
Pontos : 9113
Data de inscrição : 13/07/2011
Idade : 24
Localização : In Wonderland

https://www.youtube.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As Crônicas De Supernatural: A Guardiã

Mensagem por Meg em Qui Set 08, 2011 1:26 pm

Nossa, to adorando essa fic
eu adorei esse casal
é, sempre começa assim
eu te odeio + eu te odeio = eu te amo.
aiin, que bb fofo *--*
quando tem mais, JulieAlbano?
avatar
Meg

Mensagens : 138
Pontos : 2801
Data de inscrição : 08/09/2011
Idade : 21
Localização : Tem que dizer mesmo?

http://www.fanfictions.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As Crônicas De Supernatural: A Guardiã

Mensagem por JulieAlbano em Dom Set 11, 2011 9:39 am

Posto agora mesmo Meg! Wink
avatar
JulieAlbano

Mensagens : 231
Pontos : 3088
Data de inscrição : 15/07/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As Crônicas De Supernatural: A Guardiã

Mensagem por JulieAlbano em Dom Set 11, 2011 9:40 am

Capítulo VI - Sophie

Após a revelação sobre quem Laiana protegia, houve uma grande mudança de atitudes entre ela e Dean, pareciam estar mais próximos:
- Você quer escolher a estação do rádio, Lay? Disse Dean enquanto dirigia seu Impala.
- Não, muito obrigada. Disse Ela.
- Lay? Lay? Você já está chamando-a pelo apelido? Perguntou Sam provocando-os.
- Se o Castiel pode, por que eu não posso? Afinal eu vou me casar com ela um dia. Disse Dean.
- Casar? Perguntou Sam. – Castiel falou que vocês vão ter um filho, não casar...
- Eu sou um cara direito!... Dean pensou um pouco. – Na maioria das vezes... Claro! Se vou ter um filho com ela, vou me casar com ela antes!
- Aí você acordou?! Zombou Laiana.
- Eu pensei que... Disse Dean.
- Pois pensou errado, quem te deu autoridade para fazer planos sem me consultar? Eu sou uma garota difícil! Você ainda não me conquistou! Exclamou ela.
- Ainda! Você disse a palavra certa! Ainda! Disse Dean.
- Convencido! Exclamou Laiana.
- Apenas realista! Dean justificou-se.
- Quem te viu quem te ver Dean! Exclamou Sam.
- Ah! Não enche Sammy! Disse Dean enquanto sintonizava o rádio e começava a tocar Back in Black do AC/DC.
Quem mais se divertia era Sam, que estava sempre por perto nos momentos de paz e nas horas que um resolvia bombardear o outro. O inevitável estava acontecendo, Guardiã e Receptáculo estavam se apaixonando.



- Olá! Disse Castiel invadindo o quarto de motel.
- Bom Dia! Disse a moça que surgiu do nada junto com o anjo.
- Woow! A que devo a graça? Disse Dean se referindo a ela, que era indiscutivelmente bonita, sua pele era bem branca, tinha uma boca contrastante em tons avermelhados e seus cabelos eram bem negros.
- Poxa Castiel! Já estamos acostumados em você invadindo nossa privacidade toda hora, mas trazendo companhia, agora é demais! Não acha? Disse Sam rabugento ao ser acordado.
- Desculpe-me, mas ela estava enchendo meu saco para vim ver Laiana. Castiel se explicou.
- Oi Lay! Disse a moça.
- Oi Sophie! Disse Laiana abraçando a moça. – Que saudade!
- Também minha amiga. Acho que você devia educar melhor seus norm’s! Disse Sophie se referindo a Dean e Sam, enquanto as duas caíram em gargalhadas.
- Hãn? Perguntou Dean.
- Piadas de Guardiãs, esqueçam! Exclamou Castiel.
- Guardiãs? Perguntaram Dean e Sam juntos.
- É sim guardiãs! Ou você achou que era o único que podia ter uma! Nossa Dean como você é convencido! Exclamou Castiel.
- Eu digo isso sempre! Exclamou Laiana.
- E por que um anjo tem uma guardiã? O que tem a ver a religião lá dos egípcios com a cristã? Perguntou Dean ignorando os comentários dos dois.
- Não bebê... Entenda... Acompanhe meu raciocínio! Uma guardiã protege um receptáculo! Logicamente eu protejo o Jimmy, Castiel vem apenas de brinde, compreendeu agora? Disse Sophie sem muita paciência.
- Sim espertinha! Você não me respondeu o que tem a ver as guardiãs com o cristianismo. Disse Dean.
- E você me deu tempo para responder? Disse Sophie. – Cada religião dá um nome diferente, como por exemplo, na Índia somos chamadas de gênio...
- Como os da lâmpada?! Disse Dean com um sorriso infantil no rosto.
- Ele adorava o Aladin quando era criança. Justificou Sam.
Laiana revirou os olhos, estava pagando mico com Dean na frente de sua melhor amiga.
- Continuando... Disse Sophie revirando os olhos. – No Egito somos chamadas de Guardiãs, o termo mais utilizado. E no cristianismo somos popularmente chamadas de anjos da guarda!
- Um anjo com um anjo da guarda, estranho! Disse Dean.
- Estranho é ter as nossas vidas presas a outras pessoas que muitas vezes não nos dão o valor necessário! Exclamou Sophie.
Com essa Dean se calou.
- Desde quando vocês se conhecem? Perguntou Sam mudando de assunto.
- Desde sempre para falar a verdade. Disse Laiana.
- Nos conhecemos no jardim da infância. Disse Sophie. – Descobrimos nossos destinos quando fizemos 17 anos, nossas mães nos contaram.
- Ah... Disse Sam – E seus poderes quando foram ativados?
- Juntos com os da Lay! Disse Sophie.
- É verdade! Tem sentido! Exclamou Sam.
- Tem? Perguntou Dean.
- Claro! Quem foi que teve que entrar no inferno para te salvar e provavelmente usava seu receptáculo?! Disse Sam.
- O Cas...
- Então obviamente os poderes foram ativados ao mesmo tempo. Conclui Sam
- Ora, ora... Você com certeza é o Winchester mais inteligente. Disse Sophie dirigindo-se a Sam.
- Mas com certeza não é o mais esperto. Disse Laiana parecendo defender Dean.
- Pelo menos alguém aqui me defende, obrigado Lay. Agradeceu Dean
- Quem disse que eu estou te defendendo? Sam não é o mais esperto porque deixou isso tudo aqui escapar. Disse Laiana apontando para si mesma.
- Depois eu que sou o convencido! Disse Dean
- Eu não sou convencida, apenas tenho noção da realidade! Laiana se justificou.
‘Ela tinha uma paixonite por Sam quando era adolescente, mas ele não dava bola para Laiana por ser bem mais velho, então ela partiu para outra.’
- Ah! Por que eu não tenho uma guardiã? Perguntou Sam. Ele queria se dar bem também, Laiana era muito linda e atraente, e Sophie parecia ter saído de um catálogo sensual da Victoria Secrets.
- Acorda Sam! Você é o receptáculo de Lúcifer! Por que alguém o protegeria?! Exclamou Laiana enquanto Sam fazia um biquinho idiota.

Enquanto as moças matavam a saudade num canto do quarto os rapazes conversavam em outro.
- Conta aí Cas! Disse Sam.
- Contar o que? Perguntou ele espantado.
- Ah, não se faça de sonso! Vai me dizer que não rola nada entre você e a Branca de Neve ali? Disse Dean.
- Não rola, ainda. Mas um dia vou mostrar a ela o que aprendi com o cara da pizza! Castiel se gabou.
- Eu também. Qualquer dia desses vou mostrar pra Laiana o quê que o Deanzinho tem! Dean se gabou igualmente, enquanto Sam apenas chupava o dedo.

“Não importa se são Anjos, Caçadores, Vampiros ou Lobisomens sempre que muita Testosterona se junta não dá em Prosa que preste!” --> Pensamento do Dia da Escritora
avatar
JulieAlbano

Mensagens : 231
Pontos : 3088
Data de inscrição : 15/07/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As Crônicas De Supernatural: A Guardiã

Mensagem por Lys em Dom Set 11, 2011 10:30 am

kkkkkk', adorei, Julie
é, o Sam se ferrou, hehe
mas bem q eu queria ser a guardiã dele *---*
Dean, seu galã, hehee
adorei mesmo, Julie
quando tem mais?
avatar
Lys

Mensagens : 3484
Pontos : 9113
Data de inscrição : 13/07/2011
Idade : 24
Localização : In Wonderland

https://www.youtube.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As Crônicas De Supernatural: A Guardiã

Mensagem por JulieAlbano em Ter Set 13, 2011 8:51 pm

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk (6
Agora mesmo Lys Wink
avatar
JulieAlbano

Mensagens : 231
Pontos : 3088
Data de inscrição : 15/07/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As Crônicas De Supernatural: A Guardiã

Mensagem por JulieAlbano em Ter Set 13, 2011 8:53 pm

Capítulo VII - O Sequestro' Parte 1

Era domingo, havia amanhecido um lindo, tudo corria perfeitamente exceto pelo fato de já ter dado a hora de Laiana chegar da Igreja e ela ainda não apareceu.
Dean acordou Sam abruptamente:
- Acorda Sam! Acorda! Sam!
- O que foi Dean?
- Laiana não voltou da Igreja, já era para ela estar aqui a dez minutos atrás!
- Calma Dean, vai ver ela parou em algum lugar para tomar café. Preste atenção no que você falou, são apenas 10 minutos! Me deixa dormir em paz. Disse Sam.
Dean resolveu procurar pela guardiã, foi em todas as Igrejas, todas as lanchonetes da cidade e não a encontrou.
Passando-se duas, três horas Sam também começou a ficar preocupado. Os irmãos não sabiam o que fazer, deixaram vários recados na caixa postal do telefone dela, mas foi em vão.
Eles começaram a fazer várias ligações para outros caçadores tentando ver se alguém tinha notícias da moça. Mas ela parecia ter sumido do mapa.
Dean já estava desesperado, estranhamente afetado pelo sumiço de Laiana, desde que se conheceram não tinham se desgrudado por tanto tempo assim. Ele só temia o pior, algum monstro deve ter sequestrado ela, não tinha outra explicação.
Até Castiel apareceu com sua guardiã, para ver se conseguia ajudar a encontrar Laiana:
- Onde ela está? Perguntou Sophie preocupada.
- Não fazemos idéia! Disse Dean.
- Você é um irresponsável! Como deixa sua guardiã sozinha por aí, ela é seu ponto fraco! Se os demônios souberem que ela existe podem fazer perversidades com ela só para te atingir! Sem ela você não é nada... Repreendeu Sophie.
Dean apenas abaixou a cabeça e escutou cada sermão da guardiã de Castiel, ele estava acabado por dentro, não podia imaginar aquele anjo que era Laiana sendo torturado por causa dele. No fundo ele sabia que Sophie estava certa, ele deveria tê-la protegido melhor, era o seu dever.
Parece que as guardiãs não são necessariamente as reais protetoras, talvez a missão dos Protegidos fosse manter sua guardiã em segurança.
Somente isso podia explicar essa sensação de aperto no coração que Dean sentia, ou talvez não, talvez outro anjo soubesse explicar essa sensação bem melhor que qualquer um, o Cupido...

... TO BE CONTINUED...
avatar
JulieAlbano

Mensagens : 231
Pontos : 3088
Data de inscrição : 15/07/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As Crônicas De Supernatural: A Guardiã

Mensagem por Lys em Qua Set 14, 2011 12:15 pm

haheauheiaah, é tão engraçado ver o Dean apaixonado xDD
OMG, o q será q houve com a Laiana?
mto curiosa ownn
quando tem mais?
avatar
Lys

Mensagens : 3484
Pontos : 9113
Data de inscrição : 13/07/2011
Idade : 24
Localização : In Wonderland

https://www.youtube.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As Crônicas De Supernatural: A Guardiã

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum