Fanfics
Seja bem vindo(a) ao Fórum Fanfiction.
Aqui você pode ler, escrever, comentar, jogar, fazer amigos e muito mais!
Então... o que está esperando? Se cadastre e comece a diversão! Very Happy

U Got nothin’ on me

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: U Got nothin’ on me

Mensagem por Alana Caroline em Sex Abr 06, 2012 3:16 pm

Hello leitoras mais inteligentes desse Brasil!!!! Mais um capítulo pra vcs, espero que gostem. Ah....e não esqueçam de dizer o que acharam!
Bjos.

Capítulo 5

It wasn't hard to read between the lines
The necklace in your car that wasn't mine
Nothing left for you to do or
say
So I'm on my way,
Now it's too late
***********************
Não foi difícil ler nas entrelinhas
O colar em seu carro, não era
meu
Não há nada que você possa fazer ou dizer
Então estou no meu caminho,
agora é tarde demais.


♥_♥.............................................♥_♥


Enquanto ele continuava dizer coisas sobre nós, que na verdade eu não escutava já que, ainda estava com os meus ouvidos tampados, caminhava freneticamente por todo o quarto, até que esbarrei em minha caixa onde guardo minhas bijus, todas elas caíram no chão, resolvi deixá-las lá, até que vi um colar, que fez vir mais lembranças á tona.


Flashback On


5 meses atrás

—Anda Demi! A gente vai se atrasar para o cinema, DE NOVO. —Cameron falou sentado impaciente na sala de estar de minha casa.
—Calma amor! Já desço. —Gritei do meu quarto.

[...]

Depois de uns cinco minutos desci.
—Que demora. —Disse Cameron virado de costas pra mim. Que quando me viu, abriu um sorriso dizendo:
—Mas pelo visto foi por um bom motivo.
—Vou considerar isso como um elogio. —Falei sorrindo. —Mas vamos apressadinho!
—Vamos. —Disse ele meio bobo.
Fomos em direção á seu carro.
—È novo o vestido? —Perguntou-me Cameron.
—È. —Respondi. Ele sempre reparava quando eu comprava uma roupa nova, ou fazia um novo corte de cabelo. Deve ser por conviver apenas com mulheres, de certo se não aprendesse a reparar, apanhava.
—Muito lindo! Você fica perfeita usando vestidos com estampas de flores. —Ele disse.
—Hum obrigada! —Dei um beijo em sua bochecha.
Fomos á caminho do cinema, mas tivemos que parar para abastecer.
Enquanto o frentista enchia o tanque Cameron disse:
—Vou até a conveniência comprar uns doces. — ele foi saindo do carro.
—Mas Cameron, a gente já chega no cinema,não quer esperar? —Falei.
—Urgência de doce! —Disse ele fazendo um carinha de criança pidona.
—Ok, vai lá então meu bebezão.—Falei rindo.
Me olhava pelo espelho do retrovisor, quando reparei em um colar que estava no banco de trás do carro. Peguei o colar para observá-lo mais de perto.
Era um colar até que bonitinho folheado á ouro com um pingente de sol, e um coração com as letras Ch gravadas nele.
De quem será que era aquele colar? Pensei comigo mesma.
Bom esperaria Cameron voltar para me responder.
Depois de uns seis minutos Cameron apareceu com uma sacola cheia de porcarias.
—Quer um? —Perguntou ele me oferecendo um doce rosa esquisito.
—Não, obrigada!
—Não sabe o que tá perdendo. —Disse ele com a boca cheia.
—Imagino. Cam de quem é esse colar?— Quis saber.
Ele se engasgou.
—Esse colar? —Perguntou ele.
—È.
—Deixa eu ver ele direito. —Cameron pegou o colar de minhas mãos o observando. —Não é seu?
—Não. Não é meu. Você sabe muito bem que prefiro a noite do que o dia, se fosse meu provavelmente teria uma lua ai, ao invés de um sol.E ainda por cima não teria um coração gravado com as letras Ch —Falei o olhando seriamente. Eu não estava brava, mas é que quando fico curiosa com alguma coisa, não á santo que me acuda.
—È eu sei. —Disse ele ligando a chave do carro e dando partida, como se o assunto tivesse morrido ali.
—Cameron você não me respondeu. De quem é esse colar?—Falei já um pouco exaltada.
—Calma amor, deve ser da minha irmã. —Disse ele meio calmo, mas pude perceber uma pequena mudança no timbre de sua voz.
—Mas por que teria as letras Ch gravado nele? —Perguntei.
— Já isso eu não sei, tem que perguntar pra ela.—Ele respondeu sorrindo.
—Mas o que ele está fazendo no seu carro? — Quis saber. Posso ser chata e entrona quando quero.
—È... um dia emprestei o carro pra ela, deve ter esquecido.
—M...—Ia perguntar mais alguma coisa, mas vi que aquilo já estava demais, então resolvi calar a boca.
Continuei com o colar em minha mão, até que chegamos no cinema e de longe observei Vic e Zach na fila para comprar as entradas, coloquei o colar sem querer em minha bolsa e desci de mãos dadas com Cameron do carro.

Chegamos lá e os ingressos já tinham sido esgotados, mas por nossa sorte Vic e Zach já tinham comprado ingressos pra nós também.
Assistimos um filme de comédia romântica, depois fomos todos comer uma pizza, cheguei em casa por volta das dez da noite. Já no meu quarto deitei em minha cama pronta pra dormir, até que recebi um SMS.
Meu celular estava em minha bolsa, a abri e li o torpedo, que dizia:

Tenha uma boa noite!
Te amo S2


Cameron.



Quando fui guardar o celular na bolsa de novo, vi que o colar da “irmã” de Cameron tinha ficado comigo, o guardei na minha caixa de bijus, que permaneceu lá até hoje.



Flashback Off

Agora


Ver aquele colar ali naquele momento, me fez ter mais desconfianças. Não acreditava mais em nenhuma palavra sequer que ele dizia.
E me lembrei que a história daquele colar poderia ser MENTIRA como tudo que ele diz.
—Cameron agora eu quero saber de tudo.—Falei, foi só agora que percebi que aquela história de colar tinha sido muito mal contada. Pois até hoje a irmã dele nunca perguntou de colar algum. Como eu sou burra!
—Mas eu já te falei tudo.
—Não, não falou. —Disse, levantando o colar.—Agora que caiu a fixa que esse colar é mais uma de suas mentiras.
Ele assentiu.
—Esse colar é dela não é? —Perguntei a medida que lágrimas insistiam em cair, na verdade não sei porque fico abalada, o que mais posso esperar? Agora já devia estar acostumada com as mentiras dele.
—È. —disse Cameron abaixando a cabeça.
—E você mentiu mais uma vez?
—È. —Cada palavra que ele dizia eram como facadas em meu peito, e eu me odiava por isso. Eu não devia dar tanta importância pra ele, mas eu não conseguia.
—Vai embora. Eu não quero mais saber de nada. —Falei.
—Demi, não, agora você sabe de tudo vamos começar do zero n...
Nem deixei ele terminar de falar e fui logo dando um tapa em seu rosto, como ele podia ser tão descarado?
Repeti mais uma vez:
—Vai embora.
—Não, eu te amo...A Chelsea que está tentando nos separar, porque eu disse que amava apenas você... Ela não queria isso. Foi ela.
—Então a sua priminha se chama Chelsea?—Disse apertando o colar que formigavam em minhas mãos.
—Demi... —ele falava como se suplicasse.
—Vai embora Cameron Quiseng, vai embora da minha casa, vai embora da minha vida. Me deixa seguir meu caminho, para eu tentar começar tudo de novo.—E eu continuava chorando demasiadamente, a razão me dizia para continuar firme e forte exatamente como eu estava fazendo. Mas o coração...ah o coração! Ele me dizia para correr para os braços daquele rapaz em minha frente que chorava e que eu ainda amava tanto.
Mas tudo o que ele me disse, sendo verdade ou não fervilhavam em minha mente, minha cabeça doía, e eu só queria fazer isso parar e seguir em frente.
—Não Demi. Por favor. —Ele se ajoelhou e me abraçou, mas deixei a razão me dominar.
—Vai embora agora é tarde demais. Não quero te ver nunca mais.
Ele se levantou e foi saindo lentamente de meu quarto, e antes de sair, parou na porta e me olhou dizendo:
—Eu sempre vou te amar.
Não falei nada, apenas abaixei a cabeça esperando não vê-lo mais ali.

E ele se foi.

E quando por fim ouvi o ronco de seu carro atravessar a esquina, cai no choro, era impossível de acreditar que aquela seria a última vez que o veria. Ontem à noite isso iria parecer inacreditável, pois nunca imaginei me separar dele, eu nos imaginava velhinhos sentados na varanda tomando limonada de mãos dadas, vendo nossos netinhos correrem pelo quintal, mas a vida nos prega peças, nas quais muitas vezes o que temos que fazer é nos conformar, mesmo que por dentro você esteja destruída, com o coração despedaçado.
Essa é vida, muitas vezes ela não é justa. E ela nunca dá uma segunda chance.
E foi isso que Cameron não entendeu, e agora é tarde demais...

O que acharam meus amores? Bjos♥





avatar
Alana Caroline

Mensagens : 106
Pontos : 2367
Data de inscrição : 25/01/2012
Idade : 21
Localização : Por aí!

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: U Got nothin’ on me

Mensagem por Luly_layla em Seg Abr 09, 2012 9:46 pm

Amei...nossa chorei nesse capítulo, sério! Mas a Demi tá certa...È isso aí Demi, não volta com ele não.
Tá tudo perfeito ownn
Quero mais! fato
avatar
Luly_layla

Mensagens : 494
Pontos : 2866
Data de inscrição : 28/02/2012
Idade : 21
Localização : Nerverland

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: U Got nothin’ on me

Mensagem por Alana Caroline em Sex Abr 27, 2012 10:34 pm

Luly_layla escreveu:Amei...nossa chorei nesse capítulo, sério! Mas a Demi tá certa...È isso aí Demi, não volta com ele não.
Tá tudo perfeito ownn
Quero mais! fato
Ah vc chorou? ô flor chora não senão eu choro tbm kkkk
mas fico feliz que tenha gostado viu? Bjossssss♥️
avatar
Alana Caroline

Mensagens : 106
Pontos : 2367
Data de inscrição : 25/01/2012
Idade : 21
Localização : Por aí!

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: U Got nothin’ on me

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum