Fanfics
Seja bem vindo(a) ao Fórum Fanfiction.
Aqui você pode ler, escrever, comentar, jogar, fazer amigos e muito mais!
Então... o que está esperando? Se cadastre e comece a diversão! Very Happy

** Para Sempre Sua **

Página 3 de 3 Anterior  1, 2, 3

Ir em baixo

** Para Sempre Sua ** - Página 3 Empty Re: ** Para Sempre Sua **

Mensagem por Jess Silver em Sab Out 08, 2011 11:32 am

td bem querida, mas quando quiser ler avise!!
Jess Silver
Jess Silver

Mensagens : 958
Pontos : 4748
Data de inscrição : 20/08/2011
Localização : Com o Damon... a caminhar pelo Paraíso... ^^

Voltar ao Topo Ir em baixo

** Para Sempre Sua ** - Página 3 Empty Re: ** Para Sempre Sua **

Mensagem por Susy em Sab Out 08, 2011 11:38 am

se vc quiser postar agora, pode postar.
fica a seu criterio.
Susy
Susy

Mensagens : 2649
Pontos : 6816
Data de inscrição : 12/07/2011
Idade : 23
Localização : Blumenau - SC

Voltar ao Topo Ir em baixo

** Para Sempre Sua ** - Página 3 Empty Re: ** Para Sempre Sua **

Mensagem por Jess Silver em Sab Out 08, 2011 12:15 pm

Susy escreveu:se vc quiser postar agora, pode postar.
fica a seu criterio.


então eu vou postar sim Smile
Jess Silver
Jess Silver

Mensagens : 958
Pontos : 4748
Data de inscrição : 20/08/2011
Localização : Com o Damon... a caminhar pelo Paraíso... ^^

Voltar ao Topo Ir em baixo

** Para Sempre Sua ** - Página 3 Empty Re: ** Para Sempre Sua **

Mensagem por Jess Silver em Sab Out 08, 2011 12:17 pm

Capítulo 7


Maryann






Libertei-me do braço de Edward com um safanão e olhei-o com o meu ar mais chocado. O que raio é que tinha acabado de acontecer ali?!
- Vamos para dentro. O Jacob vai levar a Bella para casa e vai ficar tudo bem com eles. Vamos, Edward. - Disse Carlisle, aquele que fazia o papel de "pai" da família.
Edward continuava a olhar especado para o meio das árvores à sua frente, para a zona onde a matilha de lobisomens tinha desaparecido com a humana junto deles. Estremeci por pensar nela.
Nunca tinha sentido um cheiro como o dela. Era tão delicioso… como saberia o seu sangue? De certeza que seria ainda melhor que o cheiro, um sabor capaz de nos…
Os meus pensamentos foram interrompidos pelo rugido furioso de Edward, que se virou para mim com um ar raivoso e prestes a lançar-se a mim de cólera.
- NÃO PENSES ASSIM NA BELLA! - Rugiu, enraivecido.
Dei um passo atrás, e até perdi a fala. Meu Deus, Edward estava a gritar comigo por causa de uma humana?! Por eu ter pensamentos normais com uma humana? Olhei para os seus olhos e não consegui ver nem uma réstia do Edward de antigamente, do ser meigo e protetor e animado que me trouxera para sua casa e me quisera apresentar à sua família, antes desta versão da Terceira Guerra Mundial começar.
Ele leu os meus pensamentos, claro, e descontraiu quando viu a maneira como me estava a afetar com tudo isto. Ainda era estranho saber que Edward conseguia aceder a todos os meus pensamentos. Era melhor quando não sabia que ele o conseguia fazer, mas naquele momento também não estava com concentração suficiente para criar o meu escudo mental e impedi-lo de ver para dentro da minha cabeça.
- Desculpa Maryann. Não queria ser rude contigo. - Disse ele, e aproximou-se para me dar a mão.
- OK. Mas vais ter de me explicar quem é aquela humana e o que acabou de acontecer aqui. Preciso de saber tudo. - Murmurei, de olhos fixos nos dele.
- Claro, claro. Vem connosco para dentro, vamos explicar-te tudo. - Disse Edward, e guiou-me de volta à sala de estar da sua casa.
A casa dos Cullen - era assim o apelido da família de Edward - era muito diferente daquilo que eu estava habituada a ver nos outros lares de vampiros. A maioria morava em casas velhas, mal decoradas e algumas até abandonadas, ou então pequenas e sujas. Mas aquela casa… bem, era de um conforto tão acolhedor e agradável que me fazia lembrar a minha casa de humana, onde tudo era decorado com o maior rigor, luxo e bom gosto. A casa dos Cullen, para além de ser enorme, era muito luminosa, com a parede toda envidraçada que deixava sempre entrar a luz e iluminar toda a divisão.
Edward levou-me consigo até à sala de estar, e uma vez lá, a sua família instalou-se nos vários sofás, poltronas e cadeirões, todos de aspeto muito confortável e bastante bonitos, e aí pude observar todos os membros do clã Cullen com calma.
Havia aquele vampiro enorme, tão musculado que parecia um pugilista ou um halterofilista, que embora fosse tão atraente como os outros dois, tinha um ar mais ameaçador e imponente, e achei melhor não o desafiar. Tinha um dos braços super musculados em volta dos ombros da vampira mais bonita da sala. Era loura, tinha um cabelo mesmo bonito e um rosto deslumbrante, e aqueles potentes olhos dourados conferiam um ar ainda mais angelical ao rosto. Ninguém diria que ela conseguiria ser maldosa, se não fosse aquele esgar de escárnio nos seus lábios perfeitos, e os olhos ligeiramente semicerrados, que davam logo a entender que não era para brincadeiras. Estavam os dois sentados no sofá mais confortável da sala, e observavam-me com uma atenção quase incomodativa.
Depois havia o outro casal. A vampira estava sentada de perna cruzada numa das poltronas, enquanto o seu companheiro estava apoiado no braço do cadeirão, inclinado para ela. Alice (lembrei-me do nome dela) era tão pequena que me perguntei se não seria anã ou algo parecido, com um rosto de fada, o cabelo preto todo espetado nas pontas e os olhos da mesma cor que os dos outros, mas emoldurados por longas pestanas pretas. Tinha uma expressão preocupada na cara, em vez de desconfiada, como todos os outros.
O vampiro que estava ao lado dela era quase tão giro como Edward, mas parecia mais tenso que os outros, com o sobrolho franzido e os olhos fixos nos meus. Parecia estudar cada movimento que eu fizesse, por mais pequeno que fosse.
E finalmente os outros dois. Os "pais" de Edward, Carlisle e Esme, que estavam de pé junto à parede, ele com os braços em volta da cintura fina da mulher. Esme tinha um ar amoroso e nada ameaçador, embora me olhasse com desconfiança, mas Carlisle impunha respeito e tinha um ar de líder incontestável.
Estavam todos tão imóveis como estátuas, como apenas nós, os vampiros, conseguimos ficar.
- Podes sentar-te, Maryann. - Declarou Caslile, embora ainda estivesse tão tenso como os outros.
Achei melhor não desrespeitar o convite, por isso sentei-me numa das poltronas da sala, de frente para o resto da família. Assim que fiz isto, Edward começou a falar.
- Eu e a Maryann conhecemo-nos em 1917, em Londres. - Disse ele, tentando manter um tom neutro. - Apaixonámo-nos… mas depois eu tive de a deixar.
Quando ele disse aquilo, toda a gente o olhou com ar chocado, e depois Rosalie respondeu.
- Oh boa Edward! Já não te bastava uma? - Resmungou, numa voz cheia de sarcasmo.
- Uma? Uma quê? - Perguntei, confusa.
Rosalie virou-se para mim e mostrou um sorriso totalmente maldoso. Vi logo que ela não tinha simpatizado comigo.
- Tu és a versão antiquada da Bella. O Edward também a deixou, sabes? "Para não a magoar". - Disse Rosalie, e depois piscou-me o olho, num verdadeiro esgar de cabra.
- Já chega Rosalie. - Rosnou Edward, que não tinha gostado nada do comentário.
Virei-me para ele, chocada. Com que então aquilo devia ser normal nele, abandonar as raparigas depois de ter feito com que elas se apaixonassem por ele.
- Não te imaginava assim, Edward. A Rosalie está a dizer a verdade? Também usaste o mesmo argumento com a Bella?
- Não foi bem assim…
- Vamos lá acalmar-nos todos. - Disse Jasper, numa voz muito calma.
E depois, sem que eu pudesse perceber como, senti-me muito mais calma, a irritação anterior tinha desaparecido e toda a gente pareceu mais em paz naquele instante. Olhei para o vampiro que tinha falado e tentei perceber se as coisas tinham mudado só pela vontade dele.
- Não Mary, o Jasper tem um Poder especial. - Explicou Edward.
Isso ainda me deixou mais espantada. Olhei para ele e Jasper sorriu, piscando-me o olho, como se não fosse nada demais. Mas a verdade é que era.
- Um Dom, hein? Eu só conheci mais 5 pessoas com Dons ao longo da minha vida toda. - Respondi.
- Bem, então prepara-te, porque nesta família temos três Dons diferentes, o que não é nada comum. - Riu-se Emmet, e parecia que aos poucos e poucos todos se estavam a soltar e a começar a dar-se bem comigo.
- Sim, eu também tenho um. Sou Vidente. - Respondeu Alice.
Olhei para ela, espantada com as suas palavras. Uma Vidente! Isso eu nunca tinha conhecido nem ouvido falar.
- Vês mesmo o futuro?
- Sim. Mas ele muda, sabes? Quando a pessoa toma decisões que alteram o futuro, eu consigo vê-las. Mas não consigo prever, por exemplo, o que vai acontecer-te daqui a dez anos porque até lá vais tomar decisões que vão alterar as coisas várias vezes.
- Ah… já percebi…
- E pronto, eu sou a Vidente, o Jasper consegue sentir o que as pessoas sentem e acalmá-las, alterar os seus estados de espírito, e o Edward lê pensamentos. - Explicou Alice.
Edward soltou uma gargalhada repentina e assentiu com a cabeça.
- Sim, e a Rosalie é a Vampira Mais Bela do Mundo e Arredores. Esse é o Dom dela. - Brincou Edward.
Rosalie, a vampira loiraça, piscou-lhe o olho e exibiu o seu sorriso mais convencido, enquanto Emmet se curvava para lhe dar um longo beijo apaixonado.
- E temos a Bella, também. - Disse Esme.
- A Bella tem um Dom? Como é que pode ser? Ela é humana, não é? - Perguntei, surpreendida.
- Sim, mas ela é um Escudo Humano. - Disse Alice.
- A Maryann também é um Escudo. E bem forte, quando quer. - Disse Edward, sorrindo-me.
- Uau, um Escudo! Podemos tentar, por favor?! - Pediu Alice, quase aos saltinhos na poltrona.
- Por mim… não há problema. - Respondi.
- Então eu vou tentar. - Disse Jasper, e fixou os olhos nos meus.
Ativei imediatamente o meu Escudo mental, que protegia a minha mente de todo o tipo de ataques, e mantive o olhar fixo em Jasper. Vi como ele passava de confiante para concentrado e depois incrédulo.
- Bem… ela é mesmo forte. Consegues proteger-te muito bem Maryann. - Elogiou, e depois sorriu.
- Obrigada.
Olhei para Edward e ele assentiu com a cabeça. O que ele ainda não sabia era que o Escudo não funcionava só mentalmente.
- O quê? A sério? - Disse ele, de olhos arregalados.
- Sim.
- O que se passa? - Perguntou Carlisle.
Compreendi então como devia ser estranho e complicado para eles ficarem de fora destas "meias conversas" que Edward tinha com as outras pessoas a quem conseguia ler os pensamentos. As outras pessoas que estavam de fora não apanhavam nada.
- Ah, eles já se habituaram a isso. - Brincou Edward, e depois respondeu a Carlisle. - A Mary estava a dizer-me que também é um Escudo físico.
Aí todos se mostraram realmente espantados com a informação. Provavelmente não conheciam ninguém que conseguisse expandir o Escudo para fora da mente, mas eu aprendera a fazer isso há imenso tempo e agora controlava bem a habilidade.
- Então agora é a minha vez de experimentar. - Disse Emmet, com um sorriso provocante.
- Cuidado Emm. Não a quero magoada. - Avisou Edward de imediato.
- Não te preocupes. Eu sei tomar conta de mim. - Respondi.
Levantei-me e Emmet fez o mesmo, parando à minha frente. Apercebi-me de como Edward e Rosalie olhavam ansiosamente para nós, mas concentrei-me apenas em Emmet. Tinha de olhar para cima para fixar os olhos dele, uma vez que ele era muito mais alto que eu.
- Preparada? - Provocou-me, com um sorriso maldoso.
- Sempre.
Não ousei fechar os olhos, embora soubesse que o Escudo não falharia. Queria olhar nos olhos dele quando ele ficasse tão espantado com as minhas capacidades. Queria ver bem a sua reação.
Emmet levantou a mão, bem alto no ar, e depois baixou-a com uma rapidez incrível, como se me fosse dar uma estalada na cara, mas a sua mão ficou a cerca de cinco centímetros da minha pele. Ele esforçou-se por a aproximar mais, mas era como se estivesse a tentar empurrar uma parede invisível que estivesse entre nós dois. Ficou chocado a olhar para mim, e aguentou apenas mais dois segundos, antes de desistir e baixar a mão. Um sorriso vitorioso desenhou-se nos meus lábios.
- Tenho de confessar… ela é poderosa. - Balbuciou Emmet, ainda espantado por eu ter sido capaz de me defender do seu gole fortíssimo.
Rosalie emitiu uns estalidos com a língua e revirou os olhos, como se não achasse nada demais, mas os outros estavam todos a olhar para mim, muito espantados com as minhas capacidades de defesa.
- Nunca tínhamos conhecido ninguém que fosse, ao mesmo tempo, um Escudo mental e físico tão forte. - Elogiou Carlisle.
- Obrigada. Tive de aprender a defender-me no passado. - Respondi.
Olhei para Edward e vi como os seus belos olhos se mantinham arregalados de choque. Ele não esperava nada disto.
Nem ele desconfiava que isto era apenas uma ínfima parte das coisas que ele ainda não sabia sobre mim.

Jess Silver
Jess Silver

Mensagens : 958
Pontos : 4748
Data de inscrição : 20/08/2011
Localização : Com o Damon... a caminhar pelo Paraíso... ^^

Voltar ao Topo Ir em baixo

** Para Sempre Sua ** - Página 3 Empty Re: ** Para Sempre Sua **

Mensagem por Susy em Sab Out 08, 2011 11:08 pm

OMG!!!
a Mary alem de escudo mental é um escudo fisico tambem?
o vampira poderosa heim?
Jess, eu já disse que amo as suas fics? Se não disse, agora vc sabe...
posta mais quando?
Susy
Susy

Mensagens : 2649
Pontos : 6816
Data de inscrição : 12/07/2011
Idade : 23
Localização : Blumenau - SC

Voltar ao Topo Ir em baixo

** Para Sempre Sua ** - Página 3 Empty Re: ** Para Sempre Sua **

Mensagem por Jess Silver em Dom Out 09, 2011 6:44 am

Susy escreveu:OMG!!!
a Mary alem de escudo mental é um escudo fisico tambem?
o vampira poderosa heim?
Jess, eu já disse que amo as suas fics? Se não disse, agora vc sabe...
posta mais quando?

brigada Susy!!
já tinha dito sim mas obrigada por dizer de novo Very Happy
a Maryann é bem poderosa mesmo, ainda voces nao viram nada
vou postar mais agora, hoje tem 4 caps!!
Jess Silver
Jess Silver

Mensagens : 958
Pontos : 4748
Data de inscrição : 20/08/2011
Localização : Com o Damon... a caminhar pelo Paraíso... ^^

Voltar ao Topo Ir em baixo

** Para Sempre Sua ** - Página 3 Empty Re: ** Para Sempre Sua **

Mensagem por Jess Silver em Dom Out 09, 2011 7:14 am

Capítulo 8


Maryann






- Maryann, como já te dissemos antes, nós temos uma dieta diferente da maioria dos vampiros. Nós não caçamos humanos, apenas animais. Foi um acordo feito com a tribo dos Quilleute há séculos atrás, e se alguma das partes o quebrar, a guerra tem início. Por isso estás proibida de caçar humanos nas nossas terras. Se quiseres adotar a nossa dieta podes ficar connosco, caso contrário terás de ir caçar o mais longe possível do nosso território. - Declarou Carlisle, que embora falasse num tom de voz calmo, havia uma notória ameaça por trás.
Era como se ele estivesse a dizer claramente "se desobedeceres a esta regra, arrancamos-te a cabeça".
- Não é bem isso. Ninguém aqui te quer fazer mal. - Apressou-se Edward a responder, e depois lançou um olhar enraivecido para Rosalie.
Oh boa, o que é que aquela estava a pensar agora? Não era difícil perceber que ela agora ainda gostava menos de mim. Depois de ter visto o meu "confronto" com Emmet, tinha ficado a antipatizar ainda mais comigo. Não que isso me importasse minimamente.
- Eu vou caçar fora das vossas terras. Mas não vou adotar a vossa dieta. - Sorri para Carlisle, como se me desculpasse, mas ainda assim sem ceder ao seu pedido. - Há quase um século que me alimento de sangue humano, e não estou a ver-me a mudar.
Carlisle e Edward trocaram um olhar demorado, e depois o mais novo olhou para mim e sorriu docemente.
- Muito bem. Se quiseres podes ficar connosco. Mas cumpre a tua palavra… nada de caçar nas nossas terras.
- Vou cumpri-la. Confiem em mim.
E depois, quando toda a gente já começava a levantar-se, lembrei-me de outra coisa importante.
- Façam-me só o favor de explicar quem é aquela humana e o que há de anormal nela. - Pedi, e cruzei os braços.
Edward arrepiou-se ao ouvir-me falar na Bella, e quando se virou para mim, tinha uma expressão quase ansiosa demais no rosto, como se temesse que eu lhe fosse fazer mal.
- A Bella é uma humana perfeitamente normal. Não há nada de estranho com ela.
- Oh, podes crer que há. O sangue dela… tem o cheiro mais potente que eu já cheirei em toda a minha vida. Ela deve ter alguma coisa de estranho em si. - Respondi.
Alice e Jasper lançaram-me olhares maldosos. Tal como Edward, eles também não queriam que eu fizesse mal a Bella. E foi quando percebi, ao também olhar para Carlisle e Esme, que era mesmo verdade.
Edward amava realmente Bella.
- Sim. Amo-a. E ela já faz parte desta família. Não sou apenas eu que a quero aqui… mas toda a minha família já a aceitou e a considera um membro importante do nosso clã. - Respondeu Edward aos meus pensamentos, no seu tom mais solene.
Aquelas palavras não deviam ter-me magoado, mas a verdade é que magoaram. Custava, mesmo ao fim de todo aquele tempo, ver que Edward tinha arranjado outra parceira e que estava feliz com ela, que me tinha deixado e substituído por… por… uma humana.
«Nem fales disto em voz alta» alertei Edward, quando ele se preparava para abrir a boca e responder.
Voltou a fechá-la e baixou o olhar. Era melhor assim.
- Estou a ver… bem, eu peço desculpa pela maneira como reagi há pouco com ela, mas o cheiro dela deu-me a volta à cabeça e perdi o controlo. Peço desculpa por isso, e não volta a acontecer.
O sorriso de Esme era encorajador e benevolente. Ela pareceu-me uma vampira mais simpática, doce e… isso, maternal, que a maioria das vampiras que eu já tinha conhecido.
Cheguei à conclusão que aquele clã era mesmo estranho.
- Queria pedir-vos para que a Maryann ficasse connosco durante uns dias. Ela não causará qualquer incómodo, eu responsabilizo-me por ela. - Pediu Edward, olhando para os outros.
O silêncio que se gerou de seguida tornou-se quase constrangedor, enquanto eu esperava pela resposta deles. Ninguém disse nada em voz alta, mas no fim Edward assentiu com a cabeça e esboçou um dos seus melhores sorrisos.
- Obrigado a todos. - Virou-se para mim e ainda sorriu mais. - Bem-vinda à nossa casa, Maryann. Vem, vou mostrar-te o teu quarto.
Levantei-me, depois de ter agradecido pela hospitalidade, e segui Edward outra vez pelas escadas acima até ao piso superior da casa. Atravessámos o corredor e Edward fez-me entrar por uma das portas, dando-me passagem para um dos melhores quartos onde eu já estivera.
Era enorme, quase tanto como o dele, e decorado em tons claros de branco, creme e castanho-claro. Tinha uma enorme cama de casal encostada à parede do fundo, um tapete muito fofo no chão, cortinados de caxemira a tapar a grande janela do fundo da divisão, armários em madeira clara para guardar a roupa, e estava decorado com bastante bom gosto. Mais uma vez, nada de estilo gótico, nada de lençóis pretos e candelabros sinistros no tecto. Era tudo muito suave e agradável.
Virei-me para agradecer a Edward e reparei que ele já tinha fechado a porta e se tinha ido sentar numa ponta do sofá de dois lugares, que estava ao lado do maior dos roupeiros. O sofá tinha ar de ser muito confortável, e por isso fui sentar-me ao lado de Edward.
Agora vinha a parte constrangedora.
Encolhi as pernas para cima, envolvendo os joelhos com os braços, e mantive-me assim recostada no sofá, sem nunca desviar os olhos de Edward. Era tão estranho tê-lo ali, ao fim de todo aquele tempo, e não arranjar nada suficientemente bom para lhe dizer…
E depois veio-me à cabeça a imagem dela. De Bella. O novo amor de Edward, que embora fosse humana, tinha conseguido prendê-lo e fazê-lo apaixonar-se mais do que eu alguma vez tinha conseguido.
- Mary… - Balbuciou Edward, olhando-me com ar atormentado.
- Não precisas de fazer isto, sabes? Podes mandar-me embora. Posso continuar a minha vida longe de ti, e assim ficas bem com ela e não há mais confusão nenhuma.
- Mas não quero que vás embora. Será que não percebes? Não consigo deixar-te ir, não depois de te ter encontrado ao fim de tanto tempo. - Insistiu ele, e inclinou-se na minha direção.
- Tu amas aquela rapariga. Eu estou aqui claramente a mais, e nunca gostei de me sentir um emplastro para ninguém.
- Tu não és emplastro porque não vai acontecer nada… entre nós.
- Não? - Desafiei-o.
E depois não me consegui mais conter. Era simplesmente impossível - ele estava ali, inclinado para mim, mais próximo do que estivera nos últimos noventa e quatro anos - e eu queria-o demasiado para o que ambos podíamos suportar.
Quando me estiquei para a frente para o beijar, Edward recuou apressadamente. Senti um baque no coração, que me fez paralisar de choque. A culpa era minha. Se lhe tivesse bloqueado o acesso à minha mente ele não teria visto os meus pensamentos e previsto o que eu ia fazer. Tinha de me controlar melhor nas próximas vezes.
- Mary… tenta compreender, por favor… eu amo a Bella. Não quero magoá-la, mais do que já magoei no passado.
- Então porque me queres aqui, Edward? Para me fazer sofrer a mim? - Balbuciei, não me afastando dele.
Era como se o seu corpo emanasse uma aura apelativa que me atraía para junto de si e não me deixava afastar. Não conseguia manter-me longe dele.
- Também não te quero magoar. Acredita em mim. - Disse ele, e suspirou fundo, afastando-se um pouco de mim.
Respirei fundo e cruzei os braços. Aquilo ia ser complicado. Lidar com Edward e com Bella ao mesmo tempo seria quase impossível. Ter de suportar vê-la ao lado dele, quando eu não o podia fazer…
Ergui rapidamente o meu Escudo mental e Edward olhou-me com ar derrotado. Mostrei-lhe um sorriso vitorioso.
- A partir de agora eu tenho direito à minha privacidade mental. - Levantei-me do sofá e dirigi-me à porta do meu novo quarto. - Onde posso tomar banho? Preciso de relaxar um pouco.
- Na casa de banho. O armário da esquerda tem toalhas limpas. Escolhe a que quiseres. - Respondeu ele, numa voz inexpressiva, como se estivesse a dar mais atenção a outra coisa qualquer do que às minhas palavras.
Saí do quarto e fechei a porta, avançando até à casa de banho.
Bella que se preparasse. Eu não era humana como ela - logo, era mais forte, dominava melhor as minhas capacidades e o meu corpo, e além disso, era mais persistente.
E a partir de agora a minha missão seria recuperar o amor de Edward. E faria o que quer que fosse preciso para o ter de volta.


Edward


Deixei Maryann tomar banho e desci para a sala de estar.
Não sabia o que havia de fazer neste momento, mas tinha a impressão de que Alice me diria. Afinal de contas, ela sabia sempre o que eu ia fazer primeiro que eu.
Ela estava sentada em frente a Jasper, ambos no chão em cima do tapete castanho-claro da sala de estar, e entre eles estava um tabuleiro de xadrez. Alice jogava com as peças de cristal vermelhas e Jasper com as pretas. Estavam muito entretidos, a ver quem conseguia ganhar - como se ambos não soubessem já que Alice ganharia - quando eu lhes interrompi o passatempo.
- Vais continuar a empatar durante muito tempo, Jazz? Sabes que a Alice vai ganhar no fim. - Provoquei.
- Oh, talvez não. Ele está a ficar melhor a cada vez que jogamos. - Elogiou-o Alice, com um sorriso terno.
Olhei à nossa volta na sala e admirei-me por não ver nenhum dos outros membros do nosso clã.
- Onde estão os outros? - Perguntei.
- Foram caçar. Mas não quiseram dizer nada em voz alta por causa da Maryann. Como está ela? - Respondeu Jasper, sem sequer olhar para mim.
- Foi tomar banho e acho que depois disso se vai entreter com qualquer coisa. Não vai causar problemas.
- Não tenho tanta certeza acerca disso. - Respondeu Jasper, mais tenso que antes.
«Viste como ela olhou para a Bella, Edward. E se ela se passar da cabeça e a atacar? Sabes que se isso acontecer és um homem morto, o Jacob não te poupa se lhe roubares a Bella» era o pensamento de Jasper, e não tinham um tom ameaçador, eram apenas um aviso.
- A Maryann não vai atacar a Bella. Pois não, Alice?
- Eu não vi nada por agora. Mas claro que ela pode mudar de ideias. - Respondeu a nossa irmã, muito calmamente.
- O que viste afinal? - Perguntei, cruzando os braços.
O sorrisinho dela tornou-se quase maldoso, mas também receoso.
- Ela não te vai tornar a vida fácil, nem à Bella. Está determinada a reconquistar-te e não olha a meios para isso. Portanto, se não estás a pensar ficar com ela, devias mandá-la já embora, antes que seja tarde demais.
- Mas…
- Esquece. - Interrompeu-me Alice, olhando finalmente para mim, e sorriu outra vez. - Ambos sabemos que já decidiste não o fazer, não é? Por isso prepara-te apenas, porque a nossa vida vai-se tornar mais interessante que antes.
Franzi o sobrolho e semicerrei os olhos. Eu amava Alice como se ela fosse mesmo minha irmã de sangue, muito mais do que amava Rosalie, mas às vezes ela conseguia ser simplesmente demasiado irritante, sempre com aquele Dom de ver o que nós íamos fazer e dizer antes de o termos feito. Às vezes enervava-me sobremaneira.
- E agora despacha-te. - Disse, voltando-se para o jogo de xadrez.
- Despacho-me a fazer o quê?
- A ir para a reserva dos Quilleute. É o que ias decidir fazer daqui a dois segundos: ir ver como está a Bella e ter essa "conversa de vampiro para lobisomem" com o Jacob. - E voltou-se para mim com um sorriso provocante. - Contradiz-me se estiver errada.
Revirei os olhos, irritado, e afastei-me deles. Sim, era isso que iria fazer. Precisava de saber como Bella tinha ficado depois daquele incidente há cerca de uma hora atrás, e precisava de pedir a Jacob que tomasse conta dela por essa noite.
Talvez por mais tempo que isso. Não me agradava nada ter de o fazer - ter de me rebaixar ao ponto de lhe pedir que tomasse conta dela, que estivesse ao lado dela, como se eu não fosse capaz de o fazer - mas naquele momento era crucial que ele o fizesse. Enquanto eu estivesse a ajudar Maryann a ambientar-se, alguém teria de ficar de olho em Bella. Ela era potencialmente perigosa para si própria quando estava sozinha.
E para impedir que ela se magoasse e sofresse, existia Jacob.



Jess Silver
Jess Silver

Mensagens : 958
Pontos : 4748
Data de inscrição : 20/08/2011
Localização : Com o Damon... a caminhar pelo Paraíso... ^^

Voltar ao Topo Ir em baixo

** Para Sempre Sua ** - Página 3 Empty Re: ** Para Sempre Sua **

Mensagem por Nanda em Qui Nov 10, 2011 6:54 pm

Olá será que para contribuir com a organização do fórum poderia colocar em que Status se encontra a sua Fanfic na frente ou no *subtitulo do tópico?

Por Exemplo:[Em Andamento]Organização.

Assim ajuda a fazer com que seus leitores possam ficar mais informados em que modo está a Fanfic.Obrigada ^^

*Quanso me refiro a Subtitulo é parte onde se encontra escrito Descrição na criação do tópico

_________________
Mutante e Orgulhoso...
Nanda
Nanda
Admin

Mensagens : 1014
Pontos : 7349
Data de inscrição : 13/07/2011
Idade : 22
Localização : S.H.I.E.L.D

Voltar ao Topo Ir em baixo

** Para Sempre Sua ** - Página 3 Empty Re: ** Para Sempre Sua **

Mensagem por * Naomi * em Ter Maio 08, 2012 4:31 pm

Gémeaaaa, foi muita maldade sua ter parado essa fic maravilhosa!!
agora é que eu descobri que ela está aqui, parada e esquecida pelo resto do mundo!!
foi maldade sua mesmo, a história é fantástica!!
por favor continua ta bem?? meeesmo pleease, eu amava esse enredo totalmente novo e diferente do anterior... tá muito bom sério, continua!!
beijooos, e go Jacob meu amor, GOOOOO *-*
* Naomi *
* Naomi *

Mensagens : 155
Pontos : 3007
Data de inscrição : 02/04/2012
Idade : 23
Localização : Onde o Damon estiver, eu estou com ele ^^

Voltar ao Topo Ir em baixo

** Para Sempre Sua ** - Página 3 Empty Re: ** Para Sempre Sua **

Mensagem por Jess Silver em Ter Maio 08, 2012 4:38 pm

* Naomi * escreveu:Gémeaaaa, foi muita maldade sua ter parado essa fic maravilhosa!!
agora é que eu descobri que ela está aqui, parada e esquecida pelo resto do mundo!!
foi maldade sua mesmo, a história é fantástica!!
por favor continua ta bem?? meeesmo pleease, eu amava esse enredo totalmente novo e diferente do anterior... tá muito bom sério, continua!!
beijooos, e go Jacob meu amor, GOOOOO *-*


ouuuuunt thanks Gémeaa, eu sei qe parei essa fic mas também não tinha muitas meninas lendo e comentando entende... mas eu posso reabrir ela, se a Nanda, a Dawn e a Eloo deixarem... eu vou falar com elas e logo se vê. Esta podia contar também para o nosso concurso, né??
Jess Silver
Jess Silver

Mensagens : 958
Pontos : 4748
Data de inscrição : 20/08/2011
Localização : Com o Damon... a caminhar pelo Paraíso... ^^

Voltar ao Topo Ir em baixo

** Para Sempre Sua ** - Página 3 Empty Re: ** Para Sempre Sua **

Mensagem por * Naomi * em Ter Maio 08, 2012 4:42 pm

Jess Silver escreveu:
* Naomi * escreveu:Gémeaaaa, foi muita maldade sua ter parado essa fic maravilhosa!!
agora é que eu descobri que ela está aqui, parada e esquecida pelo resto do mundo!!
foi maldade sua mesmo, a história é fantástica!!
por favor continua ta bem?? meeesmo pleease, eu amava esse enredo totalmente novo e diferente do anterior... tá muito bom sério, continua!!
beijooos, e go Jacob meu amor, GOOOOO *-*


ouuuuunt thanks Gémeaa, eu sei qe parei essa fic mas também não tinha muitas meninas lendo e comentando entende... mas eu posso reabrir ela, se a Nanda, a Dawn e a Eloo deixarem... eu vou falar com elas e logo se vê. Esta podia contar também para o nosso concurso, né??


siiim siiim siiiiiiim faça isso Gémea, e deixe aviso na sua casa pras meninas do concurso saberem tambem!!
tenho certeza que fará maior sucesso desta vez!
mal posso esperar pela continuação! beijoo'
* Naomi *
* Naomi *

Mensagens : 155
Pontos : 3007
Data de inscrição : 02/04/2012
Idade : 23
Localização : Onde o Damon estiver, eu estou com ele ^^

Voltar ao Topo Ir em baixo

** Para Sempre Sua ** - Página 3 Empty Re: ** Para Sempre Sua **

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 3 de 3 Anterior  1, 2, 3

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum